492 anos da liberdade protestante!

31,out,2009 por Georges Nogueira

Cena do fillme Lutero: as 95 teses.

Cena do fillme Lutero: as 95 teses.

Quando anunciei estes artigos acerca da Reforma Protestante no início do mês, tinha a intenção de postar alguns textos sobre os períodos mais relevantes da história da Igreja, e neste dia 31 de outubro culminar com um texto específico sobre a Reforma em si.

Dois dias após o anúncio, publiquei um post bastante sucinto sobre a origem da Igreja, ainda imbuído do mesmo espírito de saltar rapidamente de uma fase a outra da história da Igreja. Contudo, quanto mais eu escrevia a respeito da história da Igreja, mais firme se tornava meu entendimento de que escrever alguns posts a respeito da Igreja, sem tratar das questões políticas e sociais em que o mundo estava inserido em cada uma das fases da Igreja não seria de nenhuma valia para ninguém.

Tal convicção se baseia principalmente no fato de os defensores da seita romana serem exímios manipuladores dos fatos e da história. São sofistas extremamente bem adestrados (sim, este é o termo exato) acostumados a distorcer pequenos fatos que parecem sem importância, mas somados podem ser a diferença entre a salvação e a perdição.

Um exemplo claro de que tal é o comportamento de seus defensores, é o de que são unânimes em defender o mito de que o Apóstolo Pedro seria o primeiro de seus “papas” se valendo, para esse fim, da distorção de um versículo bíblico. Experimente perguntar-lhes quem foram o segundo e o terceiro papas.

Durante muito tempo foi praxe que os inimigos da Verdade do Evangelho de Nosso Senhor, em todas as suas mais variadas matizes, nos acusassem sempre de ignorância ou de dissensão. Deixemos então que a confrontação dos fatos históricos, como eles de fato aconteceram retire qualquer dúvida sobre que igreja é a Igreja Verdadeira.

Ora, se de fato algum católico nos mostrar que verdadeiramente sua instituição é a Verdadeira Igreja cristã, o que resta a nós, servos do Deus Vivo, senão segui-la de todo nosso coração e de todo nosso entendimento? Posso assegurar àqueles que acompanham este blog que eu seria o primeiro a me (des)converter, assim colocado justamente porque nasci em um lar católico e me converti ao Verdadeiro Evangelho já adulto.

Por esses e por outros motivos, não tive coragem de simplesmente atropelar alguns assuntos de suprema importância para a perfeita compreensão da história da Igreja, e comemoramos hoje o aniversário da Reforma Protestante sem que tenhamos neste blog um post específico sobre o assunto, pelo menos, como eu gostaria.

Como os artigos a respeito da história da Igreja estão agora mesmo doze séculos atrasados em relação à data em que Lutero pregou suas noventa e cinco teses na porta da Igreja de Witternberg, creio que conseguiremos tratar de todos os aspectos importantes até o próximo 31 de outubro, se isto for da vontade de Deus.

A Reforma Protestante foi, sem dúvida, o maior avivamento já vivido pela Igreja depois do Pentecostes. A Reforma não foi um congresso teológico ou um concílio. Antes, foi o resultado da busca espiritual de verdadeiros homens de Deus, imbuídos do mais puro sentimento de submissão a Deus e de angústia e sofrimento pelo fato de a Igreja estar tão distante da Palavra de Deus, tão afastada da Verdade simples do Evangelho, que simplesmente não suportaram mais a vida dentro de uma instituição tão corrupta e tão voltada para os interesses comezinhos daqueles que a dirigiam. Não se tratava, então, de uma simples decisão a tomar entre uma e outra instituição.

Como poderia um verdadeiro homem de Deus compactuar com uma instituição que cobrava das pessoas para “conceder-lhes perdão”? Uma igreja que blasfemava do poder salvador de Jesus, alegando que o papa teria também poder de perdoar os pecados, ou mesmo que este homem pudesse ser infalível.

Que utilidade tem uma igreja que não permite que TODAS as pessoas tenham acesso à Palavra de Deus? A mesma Palavra que conforme o Apóstolo Paulo “é boa para toda a instrução e correção”? Que instituição é esta, que a todos engana, entregando um Evangelho diferente daquele vivido por Jesus? Até hoje os católicos romanos me perguntam: “que mal há em ter Maria como co-salvadora e intercessora junto com Cristo?” Eu lhes digo que mal há! O mal de afastar as pessoas da verdade do Evangelho! Que necessidade eu teria de ter uma intercessora externa, se eu posso ter o Espírito Santo de Deus DENTRO DE MIM? Ora, basta que eu compreenda qual é a mensagem da cruz e a ela me entregue sem reservas. O amor inexplicável do Senhor é mais do que suficiente e bastante para nos salvar a todos da condenação eterna.

23 Comentários para " 492 anos da liberdade protestante! "

  1. Tiago Martins disse:

    Você tem consciência do que está prometendo meu irmão??
    “Ora, se de fato algum católico nos mostrar que verdadeiramente sua instituição é a Verdadeira Igreja cristã, o que resta a nós, servos do Deus Vivo, senão segui-la de todo nosso coração e de todo nosso entendimento? Posso assegurar àqueles que acompanham este blog que eu seria o primeiro a me (des)converter, assim colocado justamente porque nasci em um lar católico e me converti ao Verdadeiro Evangelho já adulto.”

    Fé não é apenas acreditar, fé é obediência, fé é conversão. Converter o olhar desse mundo para Deus, obedecer o que ele ensina mesmo nunca tendo “visto”. Nesse seu post vc não fala sobre a Reforma, você fala mal da Igreja Católica, não é que você seja contrário ao Papa, é que você quer ser seu próprio Papa.
    A Paz de Cristo (Publique por favor, o diálogo é uma virtude)

  2. Tiago Martins disse:

    Você acha que os Católicos não sabem os nomes dos Papas??

    Aqui vai a lista apenas dos 15 primeiros

    1º. – São Pedro – Mártir -(Simão, filho de Jonas); Galiléia;

    2º. – São Lino – Mártir – Itália; 67 – c.79.

    3º. – Santo Anacleto (São Cleto) – Mártir – Itália; c.79 – c.92.

    4º. – São Clemente I – Mártir -(Clemente de Roma); c.92 – c.101.

    5º. – Santo Evaristo – Mártir – Grécia; c.101 – c.107.

    6º. – Santo Alexandre – Mártir – Itália; c.107 – c.116

    7º. – São Xisto I – Provavelmente Mártir – Itália; c.116 – c.125.

    8º. – São Telésforo – Mártir – Grécia; c.125 – c.138.

    9º. – Santo Higino – Mártir – Grécia; c.138 – c.142.

    10º. – São Pio I – Mártir – Itália; 142 – 155.

    11º. – Santo Aniceto – Considerado Mártir – Síria; 155 – 166.

    12º. – São Sotero – Mártir – Itália; c.166 – c.174.

    13º. – Santo Eleutério – Mártir – Grécia; c.174 – c.189.

    14º. – São Vitor I – Mártir – África; c.189 – c.199.

    15º. – São Zeferino – Mártir -Itália; c.199 – c.217.

    A Paz de Cristo!

    • Caro Tiago:

      Primeiramente, seja sempre muito bem vindo neste blog. E isto lhe digo com sinceridade e pureza de coração.

      Respondendo às suas perguntas, vamos por partes:

      1º Não sou seu irmão. Meus irmãos em Cristo são aqueles que professam a mesma fé que eu e que foram resgatados do pecado única, exclusiva e imerecidamente pela morte vicária de Cristo na cruz do calvário;

      2º Tenho sim a mais absoluta consciência do que disse, e você não precisava perder seu tempo em copiar parte do meu post, se o mesmo está logo acima de sua resposta. Também quanto a isso, eu o disse com sinceridade e pureza de coração. Meu propósito nesta vida e com este blog é servir ao Meu Senhor Jesus Cristo. Se alguém me provar que de fato somente poderei servi-lo me tornando católico, é claro que me converterei à sua fé. A única dificuldade que vejo, é que já procurei a Jesus nesta instituição, e Ele não estava lá. Ao contrário, quanto mais me aproximei de Deus, mais me afastei da doutrina romana. E você? Seria capaz de dizer o mesmo, ou o seu amor pelos dogmas romanizantes ocupa em seu coração o lugar que deveria ser de Deus?

      3º Você acredita mesmo que eu perderia meu tempo e meu dinheiro falando mal de alguém, ao invés de pregar o Evangelho? Se teve esta impressão completamente equivocada, não perca mais seu tempo comigo ou com o que vir neste blog. Alguém que dedica seu tempo a simplesmente “falar mal” de outrem, não merece minha atenção, e, quero acreditar, a sua também.

      4º Com relação ao papa, de fato não preciso de um. Posso me achegar diretamente a Deus, ele me ouve, me conforta e sustenta minha fé, sem precisar de nenhum tipo de subterfúgio.

      5º Não precisa insistir na publicação. Esta é a nossa prática. Sempre.

      Minha oração é para Que Jesus lhe abençoe e lhe dê cada vez mais entendimento.

    • Grande Thiago! Dentre os que professam a fé romana, o meu mais querido! Dou graças a Deus por nos ter enviado um erudito como tem se mostrado, e lhe imploro, pela misericórdia que há no Evangelho do Senhor, que você nos ilumine com seu vasto conhecimento e nos ensine mais sobre a estória de sua fé. Conte-nos mais:
      Como foi a sucessão do papado de Pedro para o papalino? conte-nos de onde surgiu esse termo “papa” ainda nos tempos de Pedro. Lhe asseguro que ficaremos todos extasiados com tal conhecimento. Liberte-nos da ignorância e nos mostre como se deu esta transição na época de Pedro da Galiléia para Roma! De minha parte, aguardarei ansioso

  3. Cynthia disse:

    De fato também não entendo porque de Pedro, judeu, surgiu sucessor romano e cheio de paganização.
    Juro que já pesquisei e o máximo que eu ouvi dos católicos é que isto está definido em documentos da igreja romana. Porém questiono: mas a Bíblia não deve ser a fonte?

  4. Bruno Otenio disse:

    Olá irmão Georges…sou católico e pretendo virar Padre, queria te responder a pergunta que vc fez ao sr. thiago
    .
    .
    .
    Há quem defenda a origem do palavra como resultado dos iniciais do título de São Pedro: “Petrus Apostolus Princeps Apostolurum (Pedro Apostolo, Príncipe dos Apóstolos)
    .
    .
    .
    Pedro sempre foste colocado a frente dos apóstolos…teve seu nome pronunciado na biblia mais do que qualquer outro nome dos apóstolos…o nome dele sempre estava na frente dos outros apostolos…ele é pedra onde foi edificado a Igreja de Jesus onde a pedra angular é o prorpio cristo…da´por diante veio seus sucessores…ok

    • Caro Bruno:

      Agradeço muitíssimo por sua participação. É edificante e muito importante que as pessoas possam defender seus pontos de vista (mesmo que divergentes e irreconciliáveis) com respeito ao próximo. Seja sempre muito bem vindo.

      Em tempo: obviamente, além de refutar a mitologia dos papas, mostrarei como e quando surgiu o termo.

  5. bruno disse:

    Vamos lembrar george…que sola sciptura…soméntea biblia…é algom meio contraditório vc não acha…devido grandes palavras que os apostolos afirmaram…e q a biblia fora feita por um imperador pagão

  6. bruno otenio disse:

    Sim SIm aguardo sim…sem problemas

  7. Glemerson Alves disse:

    Louvado seja Deus, a veracidade e a verdade da Palavra continua favorável, não aos que ainda almejam torná-la similiar ao imperador de seu tempo, mais sim daqueles que entendem que a sua presença hoje é fruto do desejo do SEU CRIADOR em falar ao coração dos perdidos.
    Sola Scriptura…

  8. malcon andre disse:

    estou fazendo seminario teologico
    e reparei uma coisa nas escrituras sagradas!
    o primeiro concilio de jerusalem!
    foi tiago quem deu inicio
    pedro foi a roma mas morreu lá
    e ele não fundou a igreja romana foi paulo quem fundou
    e era totalmente diferente da igreja romana de hoje.

  9. malcon andre disse:

    por isso a tantas contradições no cristianismo
    e necessário q cristo se manifeste no coração de quem crer para sabermos da verdade

  10. Caro malcon andre:
    Na verdade, seu segundo comentário provou que o primeiro estava errado.
    Para saber a verdade ninguém precisa de manifestação sobrenatural ou nova revelação.
    A verdade está nas escrituras.

    Em Cristo,
    Georges Nogueira.

  11. malcon andre disse:

    sim meu amado irmão mas não devemos ser insensatos a primeira realmente e verdadeira, mas acontece que essa verdade não foi manifestas porque os propios que dirigem a igreja de hoje não manifestam essa verdade

  12. malcon andre disse:

    se LUTERO se levantou na reforma protestante, foi porque DEUS o permitiu já que a igreja catolica se julga a santa e que era a igreja de são pedro onde as portas do inferno não iriam prevalecer
    cabe a mim uma pergunta então porque ouve separação?será que o protestantismo é a verdadeira religião?
    se é tem como provar dentro das escrituras,tentaram de tudo para apaga-la mas as portas do inferno não prevaleceu contrta ELA A IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO LAVADA E REMIDA EM SEU SANGUE!

  13. malcon andre disse:

    não me refiro as placas das igrejas e suas denominações para mim igreja é um conjunto de pessoas que se reunem em nome de JESUS,não é como a igreja catolica diz que só dentro dela que á salvação

  14. malcon andre disse:

    meu querido GEORGES NOGUEIRA agora me diga qual e a origem da igreja evangelica?
    divina ou humana criada pelos reformistas?

  15. malcon andre disse:

    não que eu queira desordem em nossas questões apologicas

  16. malcon andre disse:

    por favor aguardo respostas

  17. malcon andre disse:

    A PAZ ESTEJA COMTIGO sou evangelico
    mas tenho muitas duvidas sobre este assunto

  18. Caro malcon andre:
    Respondendo ao seu comentário de nº. 16, sua afirmação não faz o menor sentido. Primeiro, porque a generalização que você faz com relação aos “que dirigem a igreja”, é perigosa e não é correta. A não ser que você me diga que conhece pessoalmente TODOS os dirigentes de todas as igrejas, mas se você dissesse isso seria caso para internação.
    Por fim, mesmo que não houvesse sequer um cristão que merecesse ser levado a sério no mundo, a Palavra de Deus não mudaria por isso. Pergunte em seu seminário e tenho certeza de que alguém poderá lhe esclarecer que a Palavra de Deus não muda e não mudará! Portanto, a Verdade, hoje e sempre, independendo de qualquer atitude humana, por estar acima delas, continua sendo a Palavra de Deus.
    Para responder todos os outros comentários, aconselho-o a ler aos posts da categoria Eclesiologia. Leia todos em ordem cronológica e você vai perceber que a grande maioria de suas dúvidas a respeito do surgimento da Igreja irá desaparecer. DEPOIS de ler tudo, se ainda restar alguma dúvida, estou à sua disposição.
    Em Cristo,
    Georges Nogueira.


Deixe um comentário

Para garantir a publicação de seu comentário, respeite nossa política de uso que você pode conhecer clicando aqui.

Antes de nos dizer que não podemos julgar, clique aqui e descubra que não só podemos como devemos.

XHTML: Você pode usar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>