Quem libertará Maria da idolatria?

12,out,2009 por Georges Nogueira
Maria Salva?

Maria Salva?

No dia de hoje, nosso assunto não poderia ser outro que não o culto a Maria. Na data em que os católicos celebram o dia da “padroeira” “rainha do Brasil”. A “senhora” aparecida, gostaríamos muitíssimo de dialogar com os católicos a respeito destas doutrinas, confrontando-as com a Palavra de Deus, buscando unicamente uma compreensão bíblica deste assunto, sem ofensas nem preconceitos de parte a parte.

Todas as citações que faremos abaixo estão disponíveis no “catecismo da igreja católica”, que se organiza por parágrafos. Para que não haja dificuldade na localização dos textos, colocarei antes de cada citação o número do parágrafo em que a mesma se encontra no catecismo, e neste número o link para a página em que o texto poderá ser conferido no site do Vaticano. Para conferência, basta que o leitor clique no link, e procure na página que se abrirá o número do parágrafo. Simples assim para que não haja nenhuma confusão ou mal entendido.

Sem mais perda de tempo, vamos às doutrinas católicas acerca de Maria:

1 – Maria Salva.

Conforme o catecismo, Maria é intercessora e salvadora da humanidade:

968: “Ela cooperou de modo inteiramente singular, com a sua fé, a sua esperança e a sua ardente caridade, na obra do Salvador, para restaurar nas almas a vida sobrenatural.”

969: “De fato, depois de elevada ao céu, não abandonou esta missão salvadora, mas, com a sua multiforme intercessão, continua a alcançar-nos os dons da salvação eterna […]. Por isso, a Virgem é invocada na Igreja com os títulos de advogada, auxiliadora, socorro e medianeira.”

1172:”A santa Igreja venera, com especial amor, porque indissoluvelmente unida à obra de salvação do seu Filho, a bem-aventurada Virgem Maria, Mãe de Deus;”

Nestes três parágrafos, um caminhão de Heresias: Maria salvadora, intercessora, elevada aos céus, ainda virgem, Maria mãe de Deus… mas uma coisa de cada vez. Será mesmo que de acordo com a Palavra de Deus, Maria é apontada pelo menos uma única vez como salvadora de quem quer que seja? Ao contrário, a Bíblia nos mostra que Jesus é O ÚNICO que pode salvar:

“Eu, eu sou o SENHOR, e fora de mim não há salvador.” (Is 43.11);

“Todavia, eu sou o SENHOR, teu Deus, desde a terra do Egito; portanto, não conhecerás outro deus além de mim, porque não há salvador, senão eu.” (Os 13.4);

“o meu Deus, o meu rochedo em que me refugio; o meu escudo, a força da minha salvação, o meu baluarte e o meu refúgio. Ó Deus, da violência tu me salvas.” (2Sm 22.3);

“Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles.” (Mt 1.21);

“é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.” (Lc 2.11);

“e diziam à mulher: Já agora não é pelo que disseste que nós cremos; mas porque nós mesmos temos ouvido e sabemos que este é verdadeiramente o Salvador do mundo.” (Jo 4.42);

“Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem.” (Jo 10.9);

“Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (Jo 14.6);

E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.“ (At 4.12);

“Deus, porém, com a sua destra, o exaltou a Príncipe e Salvador, a fim de conceder a Israel o arrependimento e a remissão de pecados.” (At 5.31);

“Da descendência deste, conforme a promessa, trouxe Deus a Israel o Salvador, que é Jesus” (At 13.23);

“Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo” (Fp 3.20);

“e manifestada, agora, pelo aparecimento de nosso Salvador Cristo Jesus, o qual não só destruiu a morte, como trouxe à luz a vida e a imortalidade, mediante o evangelho” (2Tm 1.10);

“a Tito, verdadeiro filho, segundo a fé comum, graça e paz, da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Salvador.” (Tt 1.4);

“que ele derramou sobre nós ricamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador” (Tt 3.6);

“E nós temos visto e testemunhamos que o Pai enviou o seu Filho como Salvador do mundo.” (1 Jo 4.14);

“sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós que, por meio dele, tendes fé em Deus, o qual o ressuscitou dentre os mortos e lhe deu glória, de sorte que a vossa fé e esperança estejam em Deus.” (1 Pe .18-21);

“Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco obtiveram fé igualmente preciosa na justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo” (2 Pe 1.1);

“Pois desta maneira é que vos será amplamente suprida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.” (2 Pe 1.11);

“Portanto, se, depois de terem escapado das contaminações do mundo mediante o conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, se deixam enredar de novo e são vencidos, tornou-se o seu último estado pior que o primeiro.” (2 Pe 2.20);

“antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno.” (2 Pe 3.18);

Conforme se pode ver acima, não há sequer uma passagem bíblica que afirme que Maria é a salvadora, ou ao menos uma salvadora. A Palavra do Senhor deixa claro, sem sombra de dúvidas, que JESUS é o único Senhor e Salvador. Apenas, única e exclusivamente, não há sequer alguma “brecha” um único versículo que pudesse sustentar a heresia de que Maria possa salvar alguém.

Se você é católico e está lendo este texto, reflita por alguns instantes: porque a igreja católica quer que seus membros olhem para Maria, ao invés de olhar para Jesus em busca da salvação? Porque roubar a glória do Senhor e dar para uma pessoa como nós?

2 – Maria nascida sem pecado.

O catolicismo afirma que Maria jamais pecou e, portanto, já nasceu salva e redimida:

493: “Os Padres da tradição oriental chamam à Mãe de Deus a toda santa, celebram-na como imune de toda a mancha de pecado, visto que o próprio Espírito Santo a modelou e dela fez uma nova criatura. Pela graça de Deus, Maria manteve-se pura de todo o pecado pessoal ao longo de toda a vida.”

494: ”E aceitando de todo o coração, sem que nenhum pecado a retivesse, a vontade divina da salvação, entregou-se totalmente à pessoa e à obra do seu Filho para servir, na dependência d’Ele e com Ele, pela graça de Deus, o mistério da redenção”

508: “Cheia de graça», ela é o mais excelso fruto da Redenção. Desde o primeiro instante da sua conceição, ela foi totalmente preservada imune da mancha do pecado original, e permaneceu pura de todo o pecado pessoal ao longo da vida.”

510: “Maria permaneceu Virgem ao conceber o seu Filho, Virgem ao dá-Lo à luz, Virgem grávida, Virgem fecunda, Virgem perpétua ;”

721: “Maria, a santíssima Mãe de Deus, sempre virgem, é a obra-prima da missão do Filho e do Espírito na plenitude do tempo.”

722: “É a ação de graças de todo o povo de Deus, e portanto da Igreja, que ela faz subir até ao Pai, no Espírito Santo, com o seu cântico”

Ao contrário de tudo o que vimos acima, a Bíblia afirma SEMPRE que JESUS é o único sem pecado. Vejamos:

Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.” (2 Co 5.21);

“como está escrito: Não há justo, nem um sequer” (Rm 3.10);

todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer.” (Rm 3.12);

pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Rm 3.23);

Mas a Escritura encerrou tudo sob o pecado, para que, mediante a fé em Jesus Cristo, fosse a promessa concedida aos que crêem.” (Gl 3.22);

Por mais que já tenha ficado claro que a Palavra do Senhor afirma que TODOS tenham pecado, sem nenhuma exceção, visto que em nenhum dos versículos acima se abriu exceção para Maria, será interessante verificarmos o que disse a própria Maria sobre sua condição de pecadora:

“Então, disse Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador,” (Lc 1.46-47);

Tendo Maria nascido sem pecado conforme alegam os romanistas, por que motivo precisaria ela de um Salvador? Jesus nasceu e morreu sem pecado, e em nenhum lugar ele disse que precisava de um “salvador”.

971: “a piedade da Igreja para com a santíssima Virgem pertence à própria natureza do culto cristão. A santíssima Virgem é com razão venerada pela Igreja com um culto especial. E, na verdade, a santíssima Virgem é, desde os tempos mais antigos, honrada com o título de “Mãe de Deus”, e sob a sua proteção se acolhem os fiéis implorando-a em todos os perigos e necessidades”

E Jesus? Teria ele alguma vez exaltado a Maria? Afinal, se ela é mesmo salvadora e intercessora, conforme afirma o catecismo, Deus demonstraria isso ao mundo em sua Palavra. Abaixo, a resposta de Jesus uma numa situação em que Maria reivindicou sua condição de mãe de Jesus para vê-lo:

“Falava ainda Jesus ao povo, e eis que sua mãe e seus irmãos estavam do lado de fora, procurando falar-lhe. E alguém lhe disse: Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar-te. Porém ele respondeu ao que lhe trouxera o aviso: Quem é minha mãe e quem são meus irmãos? E, estendendo a mão para os discípulos, disse: Eis minha mãe e meus irmãos. Porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai celeste, esse é meu irmão, irmã e mãe.” (Mt 12.46-50);

Notem que Jesus não disse que deveriam obedecer a esta salvadora! Ao contrário, Jesus disse que qualquer um que fizesse a vontade de Deus seria igual a Maria. Quando outros exaltavam Maria, qual seria a reação de Jesus? Concordar, para mostrar ao mundo o quão divina ela seria? Vejamos o que nos diz a Palavra de Deus:

“Ora, aconteceu que, ao dizer Jesus estas palavras, uma mulher, que estava entre a multidão, exclamou e disse-lhe: Bem-aventurada aquela que te concebeu, e os seios que te amamentaram! Ele, porém, respondeu: Antes, bem-aventurados são os que ouvem a palavra de Deus e a guardam!” (Lc 11.27-28).

O que foi que Jesus disse sobre a bem-aventurada? Antes são bem-aventurados os que guardam a Palavra de Deus. Isso quer dizer que se você guarda a Palavra de Deus, você é mais bem-aventurado que Maria! Não se deixe enganar! Dispense os intermediários, e dedique sua adoração e seu louvor somente a Deus! JESUS é o nome que está acima de todo o nome e não Maria!

3 – Maria Virgem perpétua?

499: “A Liturgia da Igreja celebra Maria “Aeiparthenos” como a sempre Virgem;

510: “Maria permaneceu Virgem ao conceber o seu Filho, Virgem ao dá-Lo à luz, Virgem grávida, Virgem fecunda, Virgem perpétua;”

Conforme o catecismo romano, Maria permaneceu virgem a vida toda, mas conforme a Bíblia não! Como todo leitor deste blog já deve saber, não se pode ser “meio virgem”. Ou se é ou não se é. A partir deste momento, há um problema que a doutrina católica não consegue resolver: Maria teve outros filhos! Teriam todos os filhos e filhas de Maria sido concebidos pelo Espírito Santo? Mas como, se há só UM ÚNICO SALVADOR? Vamos às Escrituras:

“Não é este o filho do carpinteiro? Não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos, Tiago, José, Simão e Judas? Não vivem entre nós todas as suas irmãs? Donde lhe vem, pois, tudo isto?” (Mt 13.55-56) (Mc 6.3);

Quatro irmãos? E todas as suas irmãs? Todos concebidos sem pecado? Mais Bíblia:

“e não vi outro dos apóstolos, senão Tiago, o irmão do Senhor.” (Gl 1.19);

Como estas verdades bíblicas começaram a incomodar sobremaneira os romanistas, porque a própria Palavra de Deus jogava por terra suas tentativas de “endeusar” a quem não merece, logo trataram de arrumar um subterfúgio, uma grave distorção da verdade divina:

500: “A isso objeta-se, por vezes, que a Escritura menciona irmãos e irmãs de Jesus. A Igreja entendeu sempre estas passagens como não designando outros filhos da Virgem Maria. Com efeito, Tiago e José, irmãos de Jesus (Mt 13, 55), são filhos duma Maria discípula de Cristo designada significativamente como «a outra Maria» (Mt 28, 1). Trata-se de parentes próximos de Jesus, segundo uma expressão conhecida do Antigo Testamento .”

Tal tentativa infantil de engano, seria realmente muito cômica e divertida, não fosse o caso de estarmos falando aqui em salvação e em vida eterna. O texto bíblico diz claramente: “não se chama sua mãe Maria?” Agora que foram encurralados pela verdade, os ladinos hereges de Roma se saem com “outra Maria?” Por que tipo de estúpidos o clero romano nos toma? A quem, com apenas um pouco de capacidade de compreensão das coisas, convenceriam com esta estória de “outra Maria”? Porventura não acreditariam também em um “outro Jesus”?

Tudo isso para pregar uma Maria divinizada, impossibilitada de viver seu matrimônio com José, que acima de tudo foi também um servo justo do Senhor? Quer dizer que José teria sido enganado por Deus, que lhe deu uma esposa à qual o mesmo jamais poderia se unir? Existiria um casamento permitido por Deus que não se consumaria jamais? Baboseiras infames! Falácia! Também a conversa de que eram “parentes próximos” tem sido defendida pelos escribas católicos através da alegação de que “não existia naquela época uma palavra para primos”. Vejamos na Bíblia, então:

“seu tio ou primo o resgatará; ou um dos seus, parente da sua família, o resgatará; ou, se lograr meios, se resgatará a si mesmo.” (Lv 25.49);

“Saúda-vos Aristarco, prisioneiro comigo, e Marcos, primo de Barnabé (sobre quem recebestes instruções; se ele for ter convosco, acolhei-o),” (Cl 4.10).

PRIMO e PRIMO!!! Um antes e um depois da referida passagem! Caiu por terra a mentira! Findou-se o engano! Veja querido católico: não é verdade o que a “igreja” romana diz! Eles mentem descaradamente! A não ser que o Levítico não seja um livro do Velho Testamento.

Ora, esta ilusão criada pela seita romana nada mais é do que a adequação de seu culto às seitas pagãs que existiam nos primeiros séculos do cristianismo. Foi a forma que encontraram para incluir elementos pagãos no seio da igreja e desta forma agradar aos homens e atrair seus “ricos tesouros” para sua organização.

As demais heresias, como Maria fonte de santidade, intercessora, recipiente de preces e Rainha de todas as coisas, serão refutadas em um post próximo. O que temos até aqui já é mais do que suficiente para que você, católico que porventura leia este texto não continue enganado.

A decisão está em suas mãos, caro católico! Ou você continua, por tradição, seguindo cegamente ao culto paganizado da seita romana e guardando tradições de homens que para nada lhe aproveitarão, ou você decide romper com tudo o que não agrada a Deus! Eu também já acreditei estar servindo a Deus na “igreja” católica. Contudo, a Palavra de Deus escrita em João 8.32 se cumpriu em minha vida: conheci a Verdade. E ela me livrou do jugo!

Minha oração é que a Graça imerecida que recebi de Jesus quando me libertei desta seita pagã possa ser estendida a todo aquele que ainda hoje vive em uma escravidão que não conhece, servindo a todo tipo de heresia que serve meramente aos interesses mesquinhos de uns poucos, enquanto condena a milhões, separando-os da Palavra de Deus e de suas infinitas bênçãos!

SOLI DEO GLORIA! * SOLA SCRIPTURA!

me o catecismo, Maria é intercessora e salvadora da humanidade:

Trackbacks/Pingbacks para este artigo

  1. O Império contra-ataca | A Palavra que Liberta
  2. palavraqueliberta.com.br O Império contra-ataca

20 Comentários para " Quem libertará Maria da idolatria? "

  1. katia disse:

    Excelente texto! Seria bom se ele fosse divulgado em outros sites e blogs evangélicos pois muitos precisam ouvir a palavra de Deus e adquirir o verdadeiro conhecimento, o verdadeiro ensinamento da Bíblia de que só Jesus é o único e suficiente Salvador.

  2. Terezinha disse:

    Simplesmente DEMAAAAAAAAAIIIISSSS!!!!! CONTUNDENTE!! COMPLETO!!!
    Irmão, concordo com o comentário de Kátia. Esse texto deve ser AMPLAMENTE DIVULGADO em outros sites e blogs evangélicos.
    Mais uma vez, glórias ao Senhor pela tua vida tão preciosa no Reino!!!
    abços

  3. Cynthia disse:

    É interessante como a verdade é tão acessível e os católicos se negam a enxergá-la. Aliás, nem mesmo buscam confrontar o que aprendem com o que está na Bíblia. Gostaria muito que de fato a verdade fosse exposta a eles e que se libertassem de seus erros seculares para encontrar o Deus vivo.
    O tempo virá…lutemos para que muitos não pereçam.

  4. FireHead disse:

    Impressionante a ginástica mental que os protestantes fazem para enquadrarem a Bíblia, compilada pela Igreja Católica, para fazerem com que ela refute a própria doutrina católica. Que bibliolatria pura e dura…
    Culto paganizado? Ou paganismo cristianizado? O Antigo Testamento supera a Boa Nova do Novo Testamento ou deveria ser o contrário? A catolicofobia devia ser considerada um crime…
    Não se agarrem demasiado à Bíblia… ela é uma imagem: tem folhas, tem letras, pode-se pegar nela…

    • Caro “cabeça de fogo?”: Geralmente não publico aqui comentários apócrifos (duvido grandemente que este seja seu nome de batismo) Mas mesmo assim seu comentário foi aprovado para que outros católicos, que de fato tenham no coração a vontade de servir a Deus possam ver, através de sua resposta, a falta de argumento dos defensores da seita romana. Você não refutou sequer UM dos argumentos que apresentei, até porque não é possível. Bibliolatria? Engraçado. Ri muito da sua piada. Mas falando como adulto, gostaria muitíssimo que você fosse capaz de uma refutação séria, porque isso poderia enriquecer a discussão. Caso você tenha algum argumento válido, estamos à sua disposição para conversarmos seriamente sobre um assunto sério. Isso de tornar crime qualquer idéia contrária à sua, não é nenhuma novidade para a seita católica. A Inquisição existiu para isso mesmo. Meu querido, EU não posso te convencer do pecado. Só posso pregar o Evangelho e deixar que o Espírito Santo do Senhor aja em sua vida. Se for capaz, deixe apenas por um instante as paixões de lado e estude a Bíblia com sinceridade e pureza de intenções. Quando for capaz de agir desta maneira, poderá se libertar do paganismo romano como eu consegui.

  5. Terezinha disse:

    REALMENTE!!!! SE O ESPÍRITO SANTO NÃO FIZER NADA POR ESSA VIDA, NADA PODERÁ SER FEITO. Podemos gastar dias, meses e anos, com um discurso plausível! QUE PENA! Fiquemos com que o Espírito Santo falou através de Paulo: 1 Co 1:21 “Visto como, na sabedoria de Deus, O MUNDO NÃO CONHECEU A DEUS, por sua própria sabedoria, aprouve a Deus SALVAR OS CRENTES PELA LOUCURA DA PREGAÇÃO”
    Ao Senhor seja a glória!

  6. Terezinha disse:

    Irmão Georges Nogueira: Não pude deixar de olhar esse comentário do “firehead”(???), novamente, e tua réplica. Muito, muito, muito cômico!
    abços

    • Cara irmã Terezinha:
      Eu, ao contrário, muito me entristeço. Afinal, são vidas que se perdem atrás de doutrinas enganosas de homens. E isso não tem graça (mesmo que o sujeito se auto intitule cabeça-de-fogo) Só podemos pedir a Deus que tais sandices não convençam mais ninguém, e que o próprio idólatra seja convencido de sua decadência e possa ainda se salvar.

  7. Cynthia disse:

    Olhar o Evangelho de modo simples, dissociado de fantasias inúteis, como imagens e acréscimos conjecturais sobre a personalidade ou vida extra bíblia de outros humanos pecadores, para então lhes dar roupagem de santos e intercessores, pode ser encarado como “ginástica mental”?
    Não foram os protestantes que editaram normas adcionais para doutrinar as pessoas, o catecismo não nos pertence!
    Porém pergunto ao Fire Head ( menino, esse negócio de cabeça quente não é fruto do Espírito Santo!), porquê considera exagero abandonar a prática pagã de adorar outros deuses que não só a Jesus Cristo?
    Ademais, desde quando ler a Bíblia, buscar contrapartida na palavra (que é o alimento, o escudo, a armadura do cristão) passou a ser um modo de idolatria?
    Quem necessita de ter algo para ver e tocar não são os protestantes. Aliás, nem defendo essa postura de fazemos ou não fazemos isso, porque na verdade muitos idolatram vários deuses, inclusive a si mesmos!
    Porém a verdade não se oculta, ela impele quem a conhece a revelá-la.

    “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará!”

    Ainda que a Biblia, livro palpável me fosse tirada, ainda assim eu seguiria ao Senhor em verdade e Espírito, pois

    “Filho meu, guarda as minhas palavras, e esconde dentro de ti os meus mandamentos.” Pv 7;1.

  8. Graça e paz Gerges. Esse “cabeça de fogo” adora entrar em sites evangélicos, principalmente se falar do catolicismo. Esse indivíduo é de Portugal, ele postou alguns comentários no blog da igreja ( http://igrejabbereia.blogspot.com/2009/09/que-tenho-eu-contigo-mulher.html ). No início eu tive até paciência com ele, mas depois me enchi, pois o cara não tem argumento bíblico, pois ele não acredita na Bíblia, aí fica difícil debater.
    Estou publicando este artigo no blog da igreja.
    Fique na Paz!
    Pr Silas

    • Amado pastor Silas: Meu princípio aqui sempre foi o de respeitar toda e qualquer opinião. Contudo, depois que me dei ao trabalho de ler o perfil do “cabeça de fogo” no blogger, onde o mesmo se diz assaltante, deixei de receber as pataquadas que escrevia aqui. Um sujeito que não respeita a si mesmo, não merece o respeito alheio. Tratemo-lo como merece. Vamos ignorá-lo, evitando lançar nossas pérolas aos porcos.
      Em Cristo!

  9. Edson Moura dos Santos disse:

    Parabens pelo artigo irmão!
    Tenho acompanhado seus textos e quero deixar minha admiração pela sua preocupação de, mesmo tendo que falar muitas vezes coisas duras, não trata nossos irmãos católicos como inimigos, fato que vem acontecendo com muita frequencia no meio evangélico.

    Que Deus continue lhe dando sabedoria para abordar temas tão polêmicos.

    Edson Moura

    • Caro Edson:
      De fato, não chego ao ponto de considerá-los meus “irmãos”, já que existem alguns problemas teológicos com essa visão. Mas de maneira alguma eu poderia tratar alguém mal por ter feito outra opção, seja essa opçao pelo catolicismo, pelo budismo, pelo espiritismo ou qualquer outra coisa. Temos que ser imitadores de Jesus, e ele era cheio de graça. Tratava com amor mesmo aos ladrões e às prostitutas. Só não suportava, assim como nós não suportamos, é a heresia e o pecado voluntário.

  10. nilma alves disse:

    Querido Georges Nogueira, estamos vendo claramente meu irmão que estamos em plenos´”últimos dias”, ai então, para se cumprir o que se tem dito na palavra, apareceriam tantas falsas doutrinas, e a igreja católica que a muito se considerava tão respeitavel, tem caido por terra, taí a resposta que vemos com números tremendos o qt tem crescido o número de protestantes,é válido dizer que é lamentável, que muitos que se dizem cristãos não tem vestido a camisa e vivido de fato e de verdade como diz a palavra de Deus; mas mesmo assim presenciamos o amor de Deus, libertando tantas almas da enganação do malígno. Este site é uma benção. Que o Espírito Santo possa encomodar muitas vidas a ler e frequentar este site, para que possam ser abertos os olhos espirituais de mt gente, quem sabe até mesmo desse cabeça de fogo, porque sabemos que a fé vem pelo ouvir, e ouvir a palavra de Deus, que este tal possa não querer defender e acreditar em tradições, mas sim voltar os olhos pra Deus e pra sua Verdade , que é a BÍBLIA. UM ABRAÇOOOOOOOOOOO!!!!! FIQUE NA PAZ DO SENHOR JESUS.

  11. Tiago Martins disse:

    Vamos usar a lógica:
    Você gosta que fale mau de sua mãe??
    Provavelmente não.
    Imagina o que Jesus pensa quando ouve essas verdadeiras
    “pérolas” pseudo-teológicas que vocês dizem?

    Você distorceu a informação.
    Diz que a Igreja ensina que Maria é salvadora e posta uma parte do
    CIC que não diz nada disso, aliás em nenhuma parte há tal afirmativa:

    “Conforme o catecismo, Maria é intercessora e salvadora da humanidade:

    968: “Ela cooperou de modo inteiramente singular, com a sua fé, a sua esperança e a sua ardente caridade, na obra do Salvador, para restaurar nas almas a vida sobrenatural.”

    Há uma grande diferença entre cooperar e salvar, lê-se claramente que ela cooperou na obra do Salvador.

    • Mais uma vez, caro Tiago, vamos por parte:

      1 – Sim, vamos usar a lógica (se é que um romanista é capaz disso);

      2 – O contrário de bem é maL com “L”no final, e creio que foi isso que quis dizer.Com relação a isso, duas coisas apenas: Jesus sempre existiu pois é Deus. Desta forma, não tem mãe, porque não foi gerado. O caso com a irmà Maria , a quem muito respeitamos, é que para que não dissessem que Deus não sabe o que é ser homem, precisava, quando veio a este mundo, nascer de uma mulher. Desta forma, foi escolhida uma mulher da descendência de Davi, para que se cumprissem as escrituras. Mas ela não é e nem poderia ser “mãe de Deus”, posto que ela foi uma pessoa como eu e você e Deus não “nasceu” primeiro porque sempre existiu, segundo porque não poderia o Deus criador de todas as coisas nascer de um ser humano decaído e pecador. Para terminar este tópico, se você acha que falar que não é salvadora é falar mal, realmente você tem sérios problemas e compreensão vernácula. E ainda faço questão de falar mal da sua mãe e da minha: nenhuma delas é salvadora;

      3 – você diz que eu distorci a informação? Não foi você que só leu o que quis ver? porque você copiou em seu comentario o parágrafo 968 e não o 969 de seu catecismo que eu também citei? Se você fez confusão por que não leu o post até o fim eu até compreendo, e peço que leia novamete com mais atenção para que você possa compreender o que está escrito. A leitura é um hábito daqueles que quanto mais se pratica, mais se compreende;

      4 – Você diz também que seu catecismo não diz em lugar nenhum que Maria salva? está lá no site o vaticano! Mais uma vez, peço que leia com atenção o parágrafo 969 no site do vaticano. Quando alguém defende o erro por ignorância, por não conhecer a fundo o que defende há perdão. Por esse motivo mesmo é que escrevemos a respeito: para trazer a Verdade à luz. Contudo, se você estiver sendo leviano, está nolugar errado. Aqui não é lugar para meninices. O assunto do qual tratamos aqui é bastante sério;

      5 – Que Deus é esse no qual você acredita que precisa de cooperação para realizar sua obra? Convido-lhe a conhecer o meu Deus, que é onipotente, onipresente e onisciente. O meu Deus, criou tudo o que há e não precisa de ajuda!

  12. Terezinha Maria disse:

    HUUUUUMMMMMM……!!!! Irmão Georges, se a conversão dessa vítima, ceguinho espiritualmente falando, se desse devido ao valor espiritual das tuas palavras refutando a sua “religiosidade”, seria bem plausível, se bem que O Espírito pode na Sua Soberania trazer a luz, que ele tanto está precisando! Quem sabe, através desta rica pauta que vc colocou, ele venha ao conhecimento da Verdade! É o nosso sincero desejo.
    Com amor em Cristo,

  13. Cynthia disse:

    Por que a igreja romana precisou editar um roteiro de cristianização, como o catecismo?
    Por que o ensinamento da Bíblia não é priorizado?
    Por que a igreja romana não contrapõe ponto a ponto os ensinamentos do catecismo com a verdade bíblica e assim dissipa as duvidosas práticas?
    Por favor, estou aberta a explicações.

  14. elton disse:

    Realmente, Maria não pode nos libertar, mas merece nosso respeito até porque foi escolhida por Deus para ser a mãe do Filho Dele. Ela é digna de ser proclamada BEM-AVENTURADA em todas as gerações, isto está escrito, foi ela quem falou, porém isso não quer dizer que devemos ter devoção=adoração a ela, se assim fizermos, estaremos endeusando-a, ora o próprio Cristo não se declarava um deus ,logo Ele que veio do Céu. Uma vez em oração ao Pai, Jesus disse: ora, a vida eterna consiste em que conheçam a Ti só por Único Deus Verdadeiro e também conheçam a Jesus, o Cristo que enviaste à terra, o que significa que há UM SÓ DEUS E UM SÓ MEDIADOR. Então não se pode ir contra as Sagradas Escrituras.

  15. LAZARO disse:

    ESCLARECEDOR. mas como disse JESUS: esta casta de demonios só sai com jejum e oração
    oremos pois entao e jenjuamos por eles
    amém
    glórias ao SENHOR DOS EXÉRCITOS
    QUE VIVE PARA TODO O SEMPRE AMÉMMMM


Deixe um comentário

Para garantir a publicação de seu comentário, respeite nossa política de uso que você pode conhecer clicando aqui.

Antes de nos dizer que não podemos julgar, clique aqui e descubra que não só podemos como devemos.

XHTML: Você pode usar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>