Sobre Ronaldo Bezerra

Rev. Ronaldo Bezerra de Oliveira e Souza é ministro da Igreja Presbiteriana do Brasil (jubilado por invalidez) em Vitória – ES, e é um ferrenho defensor do Evangelho de Cristo.

biografia de Ronaldo Bezerra

Espaço reservado

Aguarde nosso Videocast

Santidade prática

18,mar,2011 por Ronaldo Bezerra

Caminhando para a luz.

“Sabeis estas coisas, meus amados irmãos. Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não produz a justiça de Deus. Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma. Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar. Se alguém supõe ser religioso, deixando de refrear a língua, antes, enganando o próprio coração, a sua religião é vã. A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo.” (Tg 1:19-27).

 

Após o Espírito Santo iluminar o entendimento de um homem, dispersar dele a névoa do erro e firmar em seu caráter a verdade, somente o sentimento de gratidão pode existir neste homem.  Tenho certeza de que este é o sentimento que invade seu coração e domina sua vida em relação àquilo que Deus fez por você.

O apóstolo Paulo, escrevendo a Timóteo, nos disse que as escrituras não são úteis somente para o ensino, mas também para a repreensão, correção e para a educação na justiça. (2tm 3 .16) . Observe bem, irmão, que nesta ordem apresentada na Bíblia, antes de sermos instruídos na justiça, sermos educados na justiça, existe muito em nossa vida que Deus reprova e que precisa ser corrigido.

Antes de nossa conversão tudo estava errado em nossas vidas, andávamos de modo flagrantemente contrário às ordens de Deus, procurando sempre e sempre a satisfação de nosso eu, sem nunca pensarmos na honra e na glória de Deus. Agora, como novas criaturas, precisamos conhecer a vontade de Deus expressa em sua Palavra, descobrindo o que é agradável a Deus e o que não é, aquilo que Deus nos proíbe e o que Deus nos ordena. O cristão verdadeiro, o novo convertido, o lavado no sangue de Jesus Cristo, o alcançado pela graça maravilhosa de Deus, precisa procurar detalhar sua vida no lar,  no trabalho, na escola, na igreja, de forma que agrade a Deus.

Ao buscar a vontade de deus para sua vida, encontrará instruções tais como:

“cessai de fazer o mal, aprendei a fazer o bem” (Is 1.16-17);

“aparta-te do mal e pratica o que é bom!” (Sl 34.14, 37. 27).

Irmãos, para construirmos isto em nossa vida, antes tem de haver uma destruição nela (Ec 3.4) . Tem de haver um esvaziamento do eu antes de acontecer um enchimento do espírito. Precisa acontecer em nós um desaprendizado antes que aconteça um aprendizado. Tem de acontecer em nossa vida, um aborrecimento do mal, antes de existir o amor pelo bem.

“aborrecei o mal e amai o bem” (Am 5.15);

“Detestai o mal apegando-se ao bem” (Rm 12.9)

Nós, como crentes em Jesus Cristo, precisamos utilizar as sagradas escrituras de forma prática, para regular nossos pensamentos, nossos desejos, nossas atitudes, através das advertências, dos conselhos, das proibições e dos preceitos que da Bíblia emanam. Isso determinará a medida em que desfrutaremos das bênçãos de Deus em nossas vidas. Deus, governando o mundo, observa nossas vidas, nossa conduta e no momento certo, manifesta o seu desprazer em relação ao nosso pecado, bem como sua aprovação ao nosso andar reto.

O Salmo 19.11 nos diz que em guardar os mandamentos de Deus há grande recompensa, e esta recompensa é para esta vida (1tm 4.8). Muitos cristãos, muitos membros de igrejas têm perdido bênçãos temporais e espirituais por causa de sua conduta negligente (Is 48.17-19) .

Irmãos, é preciso retirar de nossas vidas aquelas coisas desagradáveis, que tem sido obstrução às bênçãos de Deus , sobre nossas vidas, corpos e afazeres. Jr 5.25 diz que nossos pecados afastam o bem de nós. Tem muita gente preocupada com sua auto-estima, com a autoconfiança, vanglória e mesmo a confiança na carne. Precisamos nos voltar para a Palavra de Deus e desenvolver a nossa salvação com temor e tremor  (Fp 2.12).

Se não trilharmos o caminho da obediência prática em relação a Deus, então quando orarmos não teremos os ouvidos de Deus a nos escutar (1Jo 3.22) sem dúvida alguma deus está insatisfeito com muitos caminhos que temos trilhado conforme 2Cr 16.9.

Existe um remédio que nos convoca à verdadeira humilhação diante de Deus, à contrição santa, ao verdadeiro arrependimento, à confissão sincera e irrestrita, à firme determinação de corrigirmos nosso caminho e ele consiste em não sermos ouvintes mas praticantes da palavra. É isto que tem faltado a nós, irmãos, para vermos Deus realizando maravilhas entre nós. Esta é a clara instrução de Deus através de Tiago para nós: “tornai-vos, pois, praticantes da Palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos”. Que o Senhor nosso Deus tenha misericórdia de nós.

“?Sabeis estas coisas, meus amados irmãos. Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. ?Porque a ira do homem não produz a justiça de Deus. ?Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma. ?Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. ?Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; ?pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. ?Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar. ?Se alguém supõe ser religioso, deixando de refrear a língua, antes, enganando o próprio coração, a sua religião é vã. ?A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo.  (Tg 1:19-27, RA+)?????

Deixe um comentário

Para garantir a publicação de seu comentário, respeite nossa política de uso que você pode conhecer clicando aqui.

Antes de nos dizer que não podemos julgar, clique aqui e descubra que não só podemos como devemos.

XHTML: Você pode usar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>