O cristão e o álcool III – o vinho no Novo Testamento

12,jun,2009 por Georges Nogueira
Jesus consumia vinho alcoólico?

Jesus consumia vinho alcoólico?

 APELO DESESPERADO DO EDITOR:

Peço, PELO AMOR DE DEUS que antes de você ler esse artigo, você compreenda que este é o terceiro de uma série.

Peço, PELO AMOR DE DEUS que antes de comentar esse artigo você LEIA o primeiro artigo da série NESTE LINK e o segundo artigo da série NESTE LINK.

Não aguento mais responder a comentários que nem seriam necessários de gente que simplesmente não leu os outros artigos porque se acha “mais esperta que a maioria dos ursos”.

Agora que já conceituamos o que é vinho (neste link)e já estudamos sobre o vinho no Antigo Testamento (neste link), vamos ver o que nos diz o Novo  Testamento acerca do vinho.

A palavra grega mais utilizada para se referir a vinho no Novo Testamento é “oinos”.  Quer na Bíblia, quer na literatura secular da época. Esta palavra, assim como a “yayin” do Antigo Testamento, pode referir-se aos dois tipos de suco de uva: o não-fermentado e o  fermentado. Prova desta equivalência entre as palavras yayin e oinos é que esta foi exatamente a palavra utilizada pelos eruditos judeus que traduziram o Antigo Testamento do hebraico para o grego. Em todos os lugares onde a palavra yayin aparece no original, aparece a palavra oinos na versão grega.

Antes mesmo da era cristã, oinos era utilizada com o significado de suco fresco de uva.

Aristóteles, em sua obra Metereologica, Anacreontes, Nicandro e diversos outros autores gregos do período compreendido entre 500 A.C. até os primeiros anos da Era Cristã, utilizam a palavra oinos para se referir ao suco fresco da uva recém espremida.

No Novo Testamento, o primeiro milagre realizado por Jesus, segundo o evangelho de João(2:1-11), é a transformação da água em vinho. Daí muitos utilizarem-se levianamente dessa passagem bíblica para justificar que o consumo do álcool não contraria a Palavra do Senhor. Ora, o versículo dez do capítulo dois, deixa claro que o vinho produzido por intermédio do milagre de Jesus só foi servido após todo o vinho reservado para a festa tersido consumido, quando todos haviam bebido fartamente. Desta forma deveríamos acreditar que era fermentado e, que o primeiro milagre do Deus encarnado, que tanto admoestou para os perigos da embriaguês, foi fornecer pelo menos 500 litros de bebida embriagante para que os convidados que já haviam se fartado a beber se embriagassem ainda mais? Se em 1 Co 6: 9-10 o apóstolo Paulo coloca os bêbados junto dos ladrões e dos adúlteros, como poderia Jesus compactuar com o consumo de álcool ?

Também é interessante falar sobre a bebida servida na Ceia do Senhor. Nem Mateus, nem Marcos, nem Lucas, utilizam a plavra “oinos”  para descrever a bebida da Ceia. Os três primeiros Evangelhos empregam a expressão “fruto da vide” (Mateus 26:2924; Marcos 14:25; Lucas 22:18). O vinho não-fermentado é o único “fruto da vide” sem fermentação e portanto sem álcool. A fermentação altera o fruto da videira. Vinho fermentado não é fruto da vide; não é produzido pela videira. Jesus instituiu a Ceia do Senhor quando ele e seus discípulos celebravam a Páscoa. A lei da Páscoa em Êxodo 12:14-20 proibia, durante a semana daquele evento, a presença de fermento (hebraico seor) ou qualquer agente fermentador tanto no vinho quanto no pão, pois o fermento é o  símbolo do  pecado nos tempos bíblicos.   No mundo antigo, o fermento era obtido da espuma da superfície do vinho quando em fermentação. A fermentação simboliza a corrupção e o pecado (Mateus 16:6-12; 1 Coríntios 5:7,8). Jesus, o Filho de Deus, cumpriu a lei em todas as suas exigências (Mateus 5:17). Logo, teria cumprido a lei de Deus para a Páscoa e não teria usado vinho fermentado.

O sangue puro de Cristo (Salmos 16:10; Atos 2:27; 13:37) jamais poderia ser representado por algo corrompido e fermentado. O fruto da vide, simbolizando o sangue incorruptível de Cristo é melhor representado por suco de uva não-fermentado (1 Pedro 1:18,19). Desta forma, fica claro que, diante da  natureza Santa e incorruptível de Deus, é inadmissível supor que o cristão, sob qualquer pretexto e em qualquer circunstância posssa fazer uso de bebida alcoólica. A afirmação, hoje em dia comum, de que Jesus produziu em seu milagre vinho  fermentado ou mesmo que o tenha utiliao na Santa Ceia que instituiu na páscoa,  configurm terríveis blasfêmias. Contraria a revelação bíblica contra a perfeita obediência de Cristo a seu Pai celestial, supor que Ele desobedeceu ao mandamento do Pai: “Não olheis para o vinho, quando se mostra vermelho e se escoa suavemente”, isto é, fermentado (Provérbios 23:31).

Outra passagem bíblica que é largamente explorada por aqueles que defendem o consumo das bebidas alcoólicas, está em 1 Tm 5:23 :

Não bebas mais água só, mas usa de um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas freqüentes enfermidades.

Aqueles que defendem o uso da bebida esquecem-se, contudo, de observar o que diz o apóstolo Paulo no capítulo 3 Versículo 3 da mesma epístola, quando aconselha a Timóteo sobre o comportamento daquele que aspira ao episcopado, uma das qualidades destacadas é que o mesmo seja “não dado ao vinho”. É ridícula a afirmação de que o conselho de uso medicinal do vinho dado por Paulo seja desvirtuado para apoiar o consumo de bebidas alcoólicas. Muito pelo contrário, o fato de Paulo precisar recomendar que seu discípulo fizesse uso do vinho e ainda explicar-lhe que tal utilização se daria para fins medicinais indica que Timóteo, homem de Deus versado na Sagrada Escritura e cheio do Espírito Santo de Deus, não utilizava nenhum tipo de vinho.

O álcool é responsável pela perda de milhares de vidas todos os anos. Incontáveis tragédias familiares, acidentes de trânsito, brigas, arruaças e toda a sorte de confusões tem sua origem no consumo da bebida alcoólica. Alcoolismo não é doença, apesar de transformar suas vítimas em doentes. Alcoolismo é fruto do pecado. Doença não se compra em garrafas e nem se oferece em festas. Do mesmo modo, doença nenhuma impede qualquer pessoa de entrar no céu, mas o álcool impede. Deus não é Deus de confusão. Não há espaço para a bebida alcoólica num lar cristão. Basta lembrar que para Deus, todos os pecados são iguais. Não existe “pecadinho” nem “pecadão”. A Palavra do Senhor que serve de lâmpada para os pés do justo não deixa margem alguma de dúvida neste assunto. O consumo de bebida alcoólica é pecado, e como tal afasta o homem de Deus e pode invalidar o sacrifício vicário de Cristo na cruz. Não se deixe seduzir. Não se deixe enganar. O cristão NÃO deve jamais consumir qualquer bebida alcoólica, em qualquer quantidade, sob nenhum pretexto. Que Deus nos abençoe a todos!

Trackbacks/Pingbacks para este artigo

  1. O cristão e o álcool IV – em defesa da sã doutrina | A Palavra que Liberta
  2. O cristão e o álcool II – o vinho no Antigo Testamento | A Palavra que Liberta

137 Comentários para " O cristão e o álcool III – o vinho no Novo Testamento "

  1. Desvech disse:

    Meu amigo,
    penso que interpretando essas passagens fica óbvio que o que Jesus bebia era o vinho alcoólico.

    João 2

    8. Tirai agora , disse-lhes Jesus, e levai ao chefe dos serventes. E levaram.
    9. Logo que o chefe dos serventes provou da água tornada vinho, não sabendo de onde era (se bem que o soubessem os serventes, pois tinham tirado a água), chamou o noivo
    10. e disse-lhe: “É costume servir primeiro o vinho bom e, depois, quando os convidados já estão quase embriagados, servir o menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora.”

    Argumento:
    Concordo com amigo quando diz que os convidados estavam tomando vinho e não suco de uva, “porque como diz no versículo 10 os convidados já estavam quase embriagados.” Mas, se Jesus tivesse transformado a água em suco de uva como seria possível o chefe dos serventes – homem que certamente entendia de sua profissão, chamar o líquido transformado por Jesus de “vinho melhor”?

    O amigo, provavelmente nunca bebeu vinho, pois se tivesse bebido saberia que o chefe dos serventes jamais se atreveria a servir suco de uva como se fosse vinho a homens acostumados a beber vinho. Provavelmente seria expulso e jamais trabalharia naquele lugar.

    • Creio que faltou um pouco de atenção em sua leitura do artigo. Contudo, vou auxiliá-lo na compreensão do texto bíblico. Pra começar, não existe esta palavra embriagados no texto bíblico em questão. O versículo 10 citado por você diz EXATAMENTE o que segue:

      “e lhe disse: Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora.”
      Caso você não disponha de uma bíblia em casa para conferir, pode conferir Neste link
      Para complementar a idéia, basta que você se lembre de que se trata de um casamento, que era uma festa religiosa para os judeus de então, e por isso mesmo, o consumo de álcool em tais circunstâncias, era algo expressamente proibido.

      A única tradução onde se encontra essa palavra embriagados, é a versão católica, mas essa justamente em função da instituição permitir e até mesmo incentivar o uso de bebidas alcoólicas em algumas situações.
      Finalmente, eu já bebi vinho sim, porque não nasci num lar evangélico, mas a infinita bondade e misericórdia de Deus permitiram que Sua Palavra me alcançasse, e com isso o que era velho se fez novo, e eu, cristão, batizado nas águas e no espírito, não me contamino mais.
      Que Jesus nos abençoe fartamente até a sua volta!

      • JAIRO disse:

        Gálatas 5:19-23: Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.
        O texto acima é um dos mais usados para se proibir o consumo de vinho ao povo evangélico. Porém quero que você pegue sua “religião” e a coloque numa caixinha, feche e deixe ela de lado um momento e vamos analizar a questão por raciocínio próprio. Nesse texto lemos “imoralidade sexual e orgias”, ambas as práticas tem como essencia a prática sexual, porém em ambos os casos, formas erradas da prática sexual. Agora só porque a imoralidade sexual e orgias me levão ao inferno, estou eu proibido de prática sexual com minha esposa? É claro que não, assim como o beber do vinho, de um lado temos o beber do vinho, e do outro o embriagar, ligando ambos os lados temos uma ponte. O que me faz tomar vinho e atravessar ou não a ponte para a embriagues se chama “domínio próprio”. Em nenhuma passagem neo-testamentária é proíbido o beber vinho e sim a excesso. Sobre excesso deixou aqui a questão da glutonaria (significado: gula, voracidade, edacidade, que come com avidez. (Gula – Excesso na comida e na bebida). Agora a questão maior é: Já presenciou algum líder evangélico repreendendo um servo de Deus por estar obeso? Se a principal causa da obesidade é o comer em excesso, e o comer em excesso é glutonaria e assim “pecado”, porque nenhum pastor ou evangélico fala nisso?
        Voltando a questão do vinho, quero contar uma história: no passado um jovem pastor recém formado em teologia no Brasil foi enviado para dirigir uma igreja na Europa, chegando lá, como costume de bom relacionamento foi convidado para visitar os lares das famílias que freqüentavam a igreja, como bom costume do povo era oferecido aquele pastor um vinho para beber, o mesmo já sabendo da sua “proibição aqui no Brasil” não aceitava e sempre pedia um “cafezinho”, a dona da casa então corria e preparava um café. Assim esse pastor passou a fazer, bebia café sempre que oferecia um vinho a ele. Passou um tempo e os membros da igreja se reuniram e escreverão uma carta ao Brasil solicitando para trocar esse pastor porque o mesmo era “viciado em café”. A questão que quero deixar é que o vinho é ser tão proibido no povo evangélico brasileiro é puramente cultural. O Brasil foi colonizado evangelicamente por americanos, que não é um pais com cultura de beber vinho, diferente da européia, quando os americanos aqui chegaram depararam com um povo de origem escrava, com fortes costumes de embriagues por “cachaça”. Tudo que é um “costume regional” muda de povo para povo e de época para época. Sito aqui a questão dos usos e costumes com relação às mulheres, na minha denominação há uns 15 anos atrás pastor nenhuma aceitava uma mulher como membro se usava brinco ou cabelo curto, quantos fatos presenciei na época assim, os anos se passaram, foi se mudando e hoje vemos não só a irmãs da igreja mais as mulheres de pastor com o cabelo curto e brincos. Aí eu pergunto a bíblia mudou? Jamais, o que mudou foi à forma de postura em relação a uma cultura, costume. Assim é o beber do vinho, toda a proibição é uma questão de postura cultural, jamais é bíblica.

        • Pois é, Sr. Jairo…
          Assim como tem gente que se utiliza de todo tipo de subterfúgio para justificar o gosto por uma “biritinha’, tem gente que utiliza textos bíblicos para justificar o homossexualismo, a poligamia, o adultério.
          Ninguém quer mais saber de descobrir o sentido das Escrituras para seguí-las. Todos querem torcer a Palavra de Deus para o que lhes interessa.

          • Linconl disse:

            Sr. GEORGES NOGUEIRA

            Sou nasci em um lar evangélico e sempre me mantive em caminhas do senhor
            sou neto de pastor e tenho alguns ministérios na igreja que ajudei a fundar sou uma pessoa que tive educação cristã minha vida toda.
            e baseado em seus comentários na justificação para resposta do Sr. jairo vejo que Senhor é a mais simples definição dos fariseus conhecedores das leis porem os mesmo que crucificarão Jesus.
            você ao responder o comentário foi estradamente arrogante e sem argumentos para justificar a resposta do Sr. jairo, logo percebi em seu argumento mal sucedido que tentou dispersar o assuntos em outros pontos polêmicos e não conseguiu refutar os fatos ali ditos, vejo que é um legalista como os saduceus e fariseus, vive lendo porem não consegue compreender o que o espirito santo tenta interpretar provavelmente pelo motivo de você ainda não ter na sua vida, e como os fariseus, qualquer fato mostrado e encimamento que seja contra a sua interpretação sera negado como foi feito em seus comentários totalmente legalista, diz a bíblia em Mateus 15 “O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca”, se o senhor não souber interpretar esse passagem farei esse favor, o que te contamina não é o que come nem bebe é que você fala ou faz, se a bebida te faz perder o domínio próprio e falar palavras torpe isso significa que estará falando do que o seu coração esta cheio, se o senhor acredita que beber 2 goles de vinho isso estará se escandalizando com isso eu te afirmo que Jesus escandalizou muitos fariseus porem ele nunca pecou, sugiro que procure um pastor ou um mentor para que supra essa sua falta de fé, acredito que com o conhecimento que o Sr tem da bíblia pode influenciar muitas pessoas porem se seguir essa linha de pensamentos estará criando “cristãos” fanáticos baseado na lei, e como o senhor sabe estamos no tempo da graça
            obrigado e tenha uma boa tarde

            • Caro “Linconl” (Seu nome é escrito assim mesmo?) Estou muito preocupado mesmo com sua opinião. Você é neto de pastor, e Satanás foi criado céu. Que vantagem você julga ter com isso?

              Você acredita que eu sou “os mesmo que crucificarão Jesus”? Você não sabe que ele já foi crucificado, ou o que você não domina é o idioma do país em que você vive?

              E que conversa é essa de graça? E de “Espírito Santo tenta interpretar”? Foi isso que seu avô pastor lhe ensinou? Seu avô é pastor da Assembleia, não é?

              Parabéns, campeão! Continue ignorando as escrituras. Deixe o “Espírito interpretar”. Você vai longe assim.

              • Ana Paula disse:

                É obvio que o vinho tomado na santa ceia na epoca de Jesus é o vinho fermentado, não suco de uva, se fosse suco de uva teriam que fazer o suco no mesmo dia que fossem tomar, naquele tempo não tinha conservantes nem geladeira como hoje, se fossem guardar o suco de uva ele fermentaria e se tornaria vinho e depois vinagre.
                Eu sou totalmente contra qualquer tipo de bebida alcolica, e se fosse nos tempos de hoje, Jesus usaria o suco de uva que vc compra no mercado e se conserva por varios dias, mas como naquele tempo não tinha conservantes e tambem não existia geladeira, tinham que tomar o vinho fermentado mesmo que se conservava por varios anos e poderiam levar para igrejas espalhadas em qualquer lugar na asia daquele tempo para tomarem a ceia do SENHOR.
                Dizer que era suco de uva é uma “mentira santa” para os crentes não tomarem nenhuma bebida alcoolica, mas eu prefiro dizer a verdade, que era sim vinho fermentado, mas não é por isso que devemos beber vinho, pois é contra a palavra de Deus beber qualquer tipo de bebida alcolica, mas se fosse no tempo de hoje os discipulos tomariam suco de uva que pode ser conservado, mas naquela epoca tomavam na ceia o vinho fermentado.
                Não vale a pena dizer uma mentira para evitar que as pessoas não bebam bebida alcolica, apenas digam a verdade ERA VINHO mas FOI APENAS PARA AQUELA ÉPOCA QUE NÃO PODIAM CONSERVAR O SUCO DE UVA SEM QUE ELE SE TORNA-SE EM VINHO, pois não tinham conservantes e nem geladeiras como nos dias de hoje, e mesmo sendo servidos vinho fermentado na ceia da igreja primitiva, hoje não tem desculpa para servir vinho, e temos que servir o suco de uva, o vinho foi só para aquela época que não tinha geladeira e conservantes.
                Temos que dizer a verdade e não encobri-la, não bebeis bebida alcolica, é contra a Palavra de Deus, mesmo que na igreja primitiva e tambem uns 60 anos atras tinham igrejas que serviam o vinho pois não existia geladeira e nem conservantes. Agora como temos geladeira e conservantes tomamos o suco de uva. Não vale a pena mentir para justificar.

            • OLHA EU ACHO QUE MUITAS PESSOAS ESTÃO ERRADAS POS EU LI UM COMENTÁRIO E NÃO ACHEI CORRETO. EU BEBIA MUITO ANTES DA MINHA CONVERSÃO CERTO QUE O QUE CONTAMINA É O QUE SAI COMO DISSERAM. AS PESSOAS QUEREM TER UMA DESCULPA PARA SEUS PECADOS. JESUS DISSE NÃO VOS EMBRIAGUES COM O VINHO QUE AJA CONTENDA MAS SERDES CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO. JESUS NÃO PERMITE QUE NOS MISTUREMOS COM ESTE MUNDO. ELE MANDA QUE TODOS SEJAM SANTOS SEPARADOS. ISTO NÃO É FANATISMO. É OBEDIÊNCIA E REVERÊNCIA, OK?

          • avelar bezerra de araujo disse:

            dIz a bilia:
            o que for limpo limpe-se mais ainda
            0 que for sujo suje-se mais aida
            concordo completamente que o alcoolismo não deve fezer parte da vida critam
            primeiro não estamos buscando dominio de linguagem de quauquer nação anão ser no
            que diz respeito ao vinho mais para torser a palavra de DEUS fazen de tudo
            nunca vi um veiculo colidir por que o condutor bebeu um café
            nunca vi um pai agredir sua familia embriagado com o mesmo
            nunca vi o café contribuir para o fin de uma reunião entre familias e amigos
            para não ficar falando so de café falar que comer de mais é que cauza obesidade
            loucura! ouvi DRs atrbui-la a má alimentação isso quer dizer que pode ser feito
            por motivos emocionais compução,anciedade,ormonios etc
            paren de falar de cafe´obesos, e pastor ficticios sen nome e de lugar nen um e
            busuque informaçôes concreta que exclareça
            que DEUS vos abençoe mais e mais

        • Olivar Alves Pereira disse:

          Sr. Jairo
          Seu comentário é pertinente. Contudo, algo que me chama atenção é que ele repete o mesmo discurso de sempre daqueles que quando são exortados a deixarem uma prática pecaminosa, logo se armar do seguinte argumento: “Em vez de atacarem esse ou aquele problema, ficam pegando no pé da gente”. Não estou dizendo que o senhor tem alguma prática pecaminosa. mas, pela defesa que o senhor fez do uso do vinho, tive essa impressão (a de que o senhor faz uso do álcool).
          Mas voltando o ponto da minha questão, ressalto que infelizmente, esse tipo de argumentação só mostra que a pessoa não quer abandonar o seu pecado, que fica ressentida porque lhe apontaram o pecado, e então a saída é acusar os outros des pecados.
          Bom seria se todos fizéssemos o que Cristo disse em relação aos dízimos e à pratica da justiça por parte dos fariseus: “Devíeis fazer essas coisas sem omitir aquelas”. Devemos combater esse pecado sem deixar de combater outros.

      • Adriano disse:

        vc diz ae que a “instituiçao” ou seja, a igreja católica apostolica romana, incentiva o consumo das bebidas alcoolicas em certas ocasioes, mas me responde ae: qual igreja Jesus disse a pedro, sobre esta pedra edificarei minha casa “igreja”, a católica ou a evangélica ? E sendo a católica a primeira biblia escrita desde sempre, por que qd copiaram ela para o evangélico, mudaram as escritas que nela continham desde o tempo de jesus na Terra ? Sendo assim explique a mudança da palavra embriaguês pela outra ae citada, pq mudaram a palavra ?

      • liomar disse:

        Como porém para nós Jesus é a “Chave Hermenêutica” não só para se entender a Escritura, mas também a vida, a existência, como ela é — então, também para nós, a questão é uma só: Como Jesus se relacionou com o vinho?

        Ora, a resposta a esta pergunta recebe a seguinte assertiva: Ele se relacionou com o vinho de um modo refinado, elegante, prazeroso, alegre, e comedido. Foi assim que Ele criou vinho, bebeu vinho e andou com os que bebiam vinho. Ou seja: Jesus tratou o vinho como algo bom, bebeu-o com alegria, ilustrou coisas do Reino com a imagem do vinho, o fez estar presente nas Bodas e nas Festas Escatológicas ou nas festas do perdão, como na parábola do Filho Pródigo, em meio às danças, às musicas, e à festa!

        E mais: por tais atos e companhia de pessoas que bebiam vinho, Ele também foi julgado pela religião dos “amigos de Jó”; que são, nos evangelhos, mais do que qualquer outro grupo, os fariseus.

        “Bebedor de vinho e amigo de pecadores” — era como o chamavam. E Ele não se envergonhou de nada disso!

        Em Lucas 22 Jesus mandou que se tomasse cuidado com as “conseqüências da orgia, da embriaguez e das preocupações deste mundo”.

        Assim, Jesus diz que mesmo quem não pratica tais coisas, precisa ficar atento ao “espírito” que delas emana como cultura psicológica, e que acaba por criar uma espécie de imoderação coletiva. Daí Ele falar das “conseqüências” de tais coisas, dizendo que mesmo quem não se entrega à orgia, à embriaguez e às preocupações deste mundo, pode, ainda assim, ser vitimado pelo espírito de tais coisas, que se tornaria uma cultura global, gerando “conseqüências” até para aquele que não as pratica.

        Além disso, se Ele diz que as “emanações globais de tal cultura” geram conseqüências também globais, é porque para Ele estava fora de questão que o discipulado do Evangelho combinasse com orgia, embriaguez ou preocupações deste mundo.

        Porém, ao assim dizer, Ele também afirma que tais coisas — orgias, embriaguez e preocupações deste mundo — geram o mesmo “porre” coletivo. A orgia deixa a pessoa num porre objético e de desafeição, anestesiado na alma; a embriaguez deixa a pessoa sem sentidos abertos e sem percepção, matando-lhe o equilíbrio e o discernimento; e as preocupações deste mundo geram um porre ainda pior, que é o porre da insegurança essencial, o qual tira tanto o bem senso, que acaba por colocar o “ansioso” num rol de pessoas altamente conduzíveis e manipuláveis; pois, facilmente tais pessoas entregam-se à “qualquer solução” material ou afetiva para a vida; o que, na maioria das vezes, é desgraça, visto que põe tais pessoas num estado de dependência e de insegurança, e sempre na mão de outros; os quais lhes conduzem a vida.

        Se você quiser ter uma idéia do que estou lhe dizendo, leia a sua Bíblia, e leia-a tendo em mente o que lhe disse; pois sei que sou e fui imparcial em tudo o que lhe falei até aqui. E, lendo com olhos desassombrados, você verá que as coisas são claras e simples assim como lhe disse.

        Quanto ao seu medo de ser “julgado”, é ainda fruto de sua justiça-própria-religiosa!

        Ou seja: você está com medo de escandalizar as pessoas erradas: o pessoal casca grossa!

        Afinal, me responda apenas uma coisa:

        O que é escândalo para os de fora ou para os recém chegados à fé: que se beba vinho com alegria e moderação, ou que se o proíba em nome de Jesus?

        Sim! Onde está o escândalo?

        Na realidade o que mais escandaliza os novos ou os de fora é justamente essa proibição farisaica inspirada pelo diabo, conforme Jesus afirma aos fariseus nos evangelhos.

        Quando os fracos na fé passam a ser os eternos fariseus, e quando é a eles que se pretende proteger, não por nada, mas apenas porque eles são uns Pitbulls raivosos e cheios de juízo perverso e invejoso —; sim, cedendo a esses, se está privilegiando sempre a consciência eternamente débil e adoecida dos fariseus; além do que, fazendo desse modo, também nos abstemos para sempre de todas as nossas legitimas liberdades em Cristo (e foi para a liberdade que Cristo nos libertou- Gl 5); e, assim, abrimos o espaço para que prevaleça a Lei dos Escândalos: que é essa que só dá uma pessoa recém convertida como “santificada” no dia em que ela, à semelhança dos fariseus da religião, também passa a dizer que beber vinho é coisa maligna.

        Nesse dia os fariseus tomam um porre de arrogância!

        Beber vinho é coisa maligna em três circunstancias apenas:

        1ª – quando leva o genuinamente “débil na fé” a se escandalizar; conforme longamente expliquei antes.

        2ª – quando a pessoa que bebe o faz sem moderação, caindo no hábito desgraçadamente vicioso; ou escandalizando os fracos na fé.

        3ª – quando a pessoa já teve um histórico pessoal ou familiar de vício alcoólatra. Ora, tal pessoa deve saber que “é alcoólatra”, e que não deve beber JAMAIS; pois, para ela, o vinho tem um poder que, por exemplo, sobre mim não tem; embora eu beba muito pouco vinho ou qualquer outra bebida alcoólica.

        O que passar disso, meu amigo, saiba: é coisa do diabo; e de quem, em associação a ele, consciente ou inconscientemente, pretende “reduzir ou espreitar a nossa liberdade que temos em Cristo” — conforme nos disse Paulo; afirmando também o apóstolo que a esses tais ele jamais se sujeitou, a fim de que a liberdade do Evangelho não ficasse sob o domínio do legalismo perverso e sem bom senso.

        Assim, faça seu curso em paz; e coma gostosamente o seu pão, beba alegremente o seu vinho (e fabrique o melhor; afinal Ele deu o exemplo); e goze a vida com a mulher que você ama ou venha a amar — pois essa é a paga terrena de nossos labores nesse chão que cardos e obrolhos, e aonde o vinho é sinal de Graça e Misericórdia.

        Eu teria um livro a escrever sobre o tema, mas é por aqui que vou ficando por julgar que lhe disse o suficiente. Agora a jornada da consciência é com você!

        Nele, em Quem tudo é melhor; e que disse que o Seu Reino era como o Vinho Novo,

    • Roque LAecio disse:

      Dentro do contexto, o melhor vinho não significa a melhor bebida alcoolica, e sim o vinho de melhor sabor. Para se obter um melhor sabor do fruto da vide, ele deve ser mantido fora de Fermentação, ou seja, o mais doce.

  2. Siegmund Beulke disse:

    Eu creio integralmente no que o texto acima apresenta.
    Estudando a história dos antepassados com relação ao vinho , é claríssimo que a palavra vinho era significado para os dois tipos de vinho. Vinho mosto e vinho fermentado. VINHO BOM e vinho Inferior. Na época o VINHO BOM era o não fermentado. E o vinho inferior era o fermentado (alcool). Notando ainda quanto a Jesus , na sua época, a lei de Deus mandava que todos os sacerdotes se excluissem o uso do vinho fermentado e de todo tipo de bebida forte(alcool) , e quando eles tomavam o vinho tinha que ser na proporção de 1 por 10 até 20 de mistura com água. Sendo assim, JESUS O GRANDE SACERDOTE DE DEUS PARA A SALVAÇÃO DO POVO, em hipótese alguma a nossa razão poderá conceber que no primeiro milagre de Jesus ele teria feito a água virar vinho fermentado (VINHO INFERIOR).
    Com o passar do tempo os conceitos mudaram. Os que gostam de beber bebidas alcoólicas, é obvio que lutará para dizer que o BOM VINHO seja o com àlcool. MAS NÃO PODEMOS ADULTERAR A OBRA DE DEUS DIZENDO QUE JESUS BIBIA VINHO ENTÃO PODEREMOS BEBER TAMBÉM.
    Os que assim pensam, deveremos perdoá-los pois não sabem o que dizem. Falta-lhes o conhecimento das escrituras , falta-lhe o conhecimento das Leis de DEus , muito rigidas na época de Jesus. Jesus não veio destruir a lei de DEus e sim dar cumprimento. E na lei de Deus , na época de Jesus até agora, é a mesma. “Não olheis para o vinho, quando se mostra vermelho e se escoa suavemente”, isto é, fermentado (Provérbios 23:31).TUDO EU POSSO, NEM TUDO ME CONVÉM. Deus nos deu o livre arbítrio, cada um de nós receberá pelo que plantar. A escolha do plantar é nossa e não obrigatória, mas a colheira é inevitável. E se você é um lider que fala da palavra de Deus, você tem uma grande influência na vida das pessoas e se ensinar errado , será cobrado de Você (Deus). Como lider deveremos ensinar o correto. “Mateu 5:17-20 – Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir.
    18 Porque em verdade vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra.
    19 Aquele, pois, que violar um destes mandamentos, posto que dos menores, e assim ensinar aos homens, será considerado mínimo no reino dos céus; aquele, porém, que os observar e ensinar, esse será considerado grande no reino dos céus.
    20 Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrareis no reino dos céus.
    Que cada um de nós medite severamente consigo mesmo e faça sua escolha. DEUS ABENÇOE A TODOS…….

  3. Samuel Bonetto disse:

    Está claríssimo na palavra da Biblia: Que depois que TODOS JÁ ESTAVAM QUASE EMBRIAGADOS !!!!!!!!!!! e água pura não alegra em uma festa mas o vinho (COM ÁLCOOL) é a alegria da festa (HOJE TEMOS A CERVEJA) – portanto Deus não proibe o álcool bebendo de forma moderada em HIPÓTESE ALGUMA – o que ´NÃO PODE É SER UM VICIADO – DEIXANDO ELE TOMAR CONTA DE NOSSAS VIDAS – ESSA É MINHA OPINIÃO E EU ADORO BEBER – É TÃO BÃO – É DELICIOSO E SERIA UM DESPERDICIO NÃO BEBER NESSA VIDA – SÓ TRABALHAR NÃO DÁ NÉ – EU MEREÇO UM MOMENTO DE ALEGRIA E RELAXAMENTO COM MINHA FAMILIA – TOCANDO UM VIOLÃO , OUVINDO ROCK AND ROLL , ETC !

    • Meu amado, aconselho-o a reler todo o texto acima quando estiver sóbrio. Seria muito proveitoso se você pudesse perceber o quão vazia é a vida de quem só se alegra com o álcool. Lamento muitíssimo pela situação de escravidão em que se encontra. A alegria pode sim, ser encontrada sem álcool, ou qualquer tipo de droga e se alguém não consegue mais encontrá-la sem esse tipo de “muleta”, é porque há muito já perdeu o domínio próprio e a sanidade. Eu e minha família oraremos pela sua libertação.

      • lucas magalhães disse:

        não adianta querer mostrar ,para os que consomem bebida alcoólica , que errado tal ato pois são fracos em defender o vicio o que é errado e não em defender a palavra de jesus ,acontece que no mundo de hoje estamos sujeitos a pessoas que julgam os cristãos por fazer o certo e seguir o caminho do senhor ,eu sou pecador e tenho caráter suficiente para admitir isso ao contrario de pessoas que usam argumentos pra justificar seus erros tenho 17 anos e digo creio que vim no mundo não para mostrar argumentos que defendem o erro mas sim para provar a DEUS que sou digno de seu reino

        obrigado e que DEUS abençoe a voces

    • Jorge Marques disse:

      É isso aí. Deus também criou as inocentes papoula (de onde extrai-se o ópio), maconha, folha de coca e tabaco (entre outros). Logo podemos dar uma cheiradinha e uma fumadinha, de preferencia ao lado de toda família reunida…… Ser testemunha de Jesus e fazer discípulos que é bom, poucos querem. Ainda bem que as misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã. Um dia a porta da graça vai fechar-se. Pensemos nisso. Estamos sendo sal e luz ou pedra de tropeço?

  4. Dayton disse:

    Meu amado amigo Samuel.
    A bíblia simplesmente não entra em contradição.
    Vc diz que é um desperdicio não beber nessa vida.VC ESTÁ ERRADO.
    è um desperdicio vc estar perdido nesse mundo de pecado
    Deus ama a sua vida e da sua família.
    Vc vai encontrar nessa vida de pecado só tristeza e dor, e me desculpe a franqueza também depois de sua morte vai encontrar a perdição eterna.
    Vc quer (não só um momento) mas uma vida de alegria, entregue-se a JESUS
    como seu único salvador como o Deus da sua vida.
    Vc vai encontrar paz e felicidade e ainda ganha a vida eterna do lado do nosso Senhor e Salvador JESUS CRISTO.
    Deus abençoe todos vcs.
    obrigado o espaço para por minha opnião…
    vou orar por todos vcs

  5. Janjão disse:

    Ler esse seu texto sobre o vinho me deixou numa vontade…
    Acho que vou abrir uma garrafa.

    ……………………………………… Saúde …………………………………………

  6. Eu lamento muitíssimo que em meio a uma discusão séria que pode significar sua salvação ou sua condenação para a eternidade, você somente consiga zombar. Mas isso é exatamente o que os vícios fazem com as pessoas. Seu exemplo é o exemplo perfeito da escravidão produzida pelo vício. Não pode ouvir falar, nem mesmo numa sã exortação sobre o que te escraviza, e já sente a atração irresistível de se entregar ao vício. Ao que parece o álcool já interfere em seu discernimento de maneira tal, que você não consegue elaborar um raciocínio sério. Oraremos por você. A Sagrada Escritura fala sobre gente como você, que não consegue se libertar do jugo em que vive e prefere a escravidão. Esse será o assunto do próximo post do blog.Que o Senhor lhe liberte da escravidão do vício, e que um dia você possa sentir a paz que excede todo entendimento, salvo pelo Sangue do Cordeiro de Deus.

  7. “Tudo me é lícito, mas nem tudo convém”.Fora essa passagem,amo Rm 14. No meu blog fiz um artigo intitulado “Aos deuses da blogosfera” onde critico firmemente os “condenadores” que não conhecem as pessoas e já saem condenando ao “Inferno” a todos. O próprio Senhor confirmou que bebia vinho,então porque “condenar” o Samuel?Por acaso conhece ele?Sabe qual é o seu viver?Andas com ele?Vives com ele?Então,por causa de algumas palavras já “analisou/julgou/condenou” a homem?Pelo amor de Deus.Jesus condenou a conduta farisaica porque os conhecia perfeitamente e tinha todo as informações para tal julgamento.E vc, conhece o homem de uma tal forma que pode afirmar 100% que ele é um “perdido e enjaulado”,que precisa se libertar? Me perdoe,mas ja to de saco cheio de pessoas que contem um conhecimento teológico vasto,mas que, por se aglomerar tais conhecimentos, acham que já chegaram ao nível de Deus, sondando mentes e corações do outros. Pregue a Palavra e seja menos condenador e deixe o Espírito convencer o pecador de seus pecados.Ou você vai querer tomar o lugar do Espírito na marra também!Aceite essa exortação de u irmao em Cristo que ja cometeu o mesmo erro,mas que pela misericordia do Senhor encontrou um alento na sua Palavra. Preguemos a Palavra somente.
    Desculpa se transpareci ser mal-educado,mas isso me tira do sério.Convido vc a fazer uma visita em meu blog.Abçs

    • Bastante interessante seu posicionamento. Acabei de visitar seu blog, e li seu último post. Desta forma pude perceber sua postura “condenadora” quando você se refere a um renomado pastor que prega na televisão como “infeliz” e “governado por um sistema babilônico”. O fato de eu apontar que a bíblia se coloca contra alguma atitude de alguma pessoa, não quer dizer que eu a esteja condenando. Antes, estou exortando. Quanto aos fariseus, que o próprio Senhor Jesus chamou de “raça de víboras”, tinham eles uma postura bem semelhante à sua. Acusavam as pessoas do pecado, e ocultamente cometiam pecados piores. Assim como você fez com o referido pastor, em seu post permeado de ofensas pessoais e palavras de baixo calão. O MEU blog, é o lugar onde coloco minhas opiniões a respeito das coisas, exatamente como você faz no SEU blog. Quanto à sua afirmação de que o próprio Senhor confirmou que bebia vinho, ou você não leu nenhum dos TRÊS posts que tratam do assunto aqui, ou você obteve essa confirmação do seu “Senhor” em sua casa, ou você sofre de uma grave dislexia. E não preciso conhecer ninguém, quando a pessoa vem de público defender o pecado. Já disse aqui várias vezes que eu também peco. Várias vezes por dia, como qualquer pessoa normal, já que só Jesus foi homem sem nenhum pecado. Mas isso é MUITO diferente de pecar de propósito, sistematicamente, e ainda defender o pecado indo CONTRA a sã doutrina do Evangelho. Quanto ao seu pedido de desculpas, você não apenas “pareceu” mal educado, você FOI mal educado, inclusive se utilizando de palavras chulas em seu comentário. Mas a despeito do despreparo teológico e do desequilíbrio emocional que você demonstrou, está mais do que desculpado, porque NESTE blog as discussões moram sempre no campo das idéias, de onde não devem sair jamais. Com relação ao seu conselho, devolvo-o a você. Pregue a palavra somente, antes de condenar um pastor que já salvou MILHÕES e almas através de seu longo ministério, sem nunca, jamais, ter sido pedra de tropeço ou motivo de escândalo para ninguém. Coisa que seu amado Caio Fábio não conseguiu. Para terminar, aceitei seu convite e fiz uma visita ao seu blog, e não pretendo voltar lá, assim como evidentemente NÃO deixarei o link para seu blog aqui. Vá em paz, meu irmão.

  8. Ednelson Rodrigo Sales Coelho disse:

    Obrigado pelas suas palavras.Obrigado pela visita.Segundo a Palavra, é o próprio Deus quem encaminha as pessoas até Jesus, e quem convence as pessoas de seus pecados é o Espírito, agora, segundo você, quem salva as pessoas é o seu amado Pastor é? Meu Pai, que descoberta maravilhosa é essa!Agora acho que vou ficar grudadinho no “pastor salvador”,rsrs.Acho que despreparo teológico maior que esse não tem, destronar Jesus desse jeito,mas deixa para lá né, eu sou um idiota mesmo.Sobre o dito pastor salvador, é só observar o que o dileto pregador prega para saber que a muito tempo ele está desviado do verdadeiro Evangelho.Descambou para a teologia da prosperidade, fazendo barganha com as pessoas.Mas,que mau tem, se ele é o “pastor salvador” não é.Bom,agora você já sabe tudo sobre minha vida,até que eu cometo “pecado as escondidas”.Por um acaso você é discípulo da mãe Diná pra saber o que se passa na vida dos outros?Amado,eu não peco as escondidas, eu peco as claras porque sou homem e não escondo meu erros de ninguém e nem de Deus,mas fui alcançado pela misericordia do Senhor e hoje eu desfruto da Palavra de Deus que diz que “nenhuma condenação há para quem está em Cristo”.Assim como eu creio que você também desfruta,posto que você tem ciência que jamais deixará de pecar,mas o sangue do Cordeiro lava nossos pecados.
    Amado,pessoas como você eu ja estou acostumado,que tentam de todas as formas adivinhas quem sou.Pessoas que me criticam por lutar e pregar as Palavras do Mestre e denunciar de forma veemente as atrocidades que andam fazendo com o Evangelho de Jesus.Por mais que você esteja me enxotando de seu blog,estarei por aqui,aprendendo o que me for últil,posto que Jesus disse aos seus discípulos para que ouvissem ate os fariseus e fizéssemos os que eles pregavam,mas para que nós não fizéssemos as mesmas obras que eles faziam,ou seja,que fôssemos hipócritas como eles,não dizendo com isso que você seja um fariseu,pois não o conheço pessoalmente e não faço como você,dando juízo de valor a quem não se conhece.Tenho certeza que alguns de seus posts me edificarão.Sobre o meu “amado Caio”,nem mais respondo a isso,posto que o ódio cega as pessoas.Não que eu queira “adivinhar” o que se passa em seu coração, posto que não sou Deus,assim como você tentou adivinhar quem sou na minha intimidade,mas espero que esse não seja o seu caso.Por último,não pedi em nenhum momento você deixar meu link em seu blog,então…
    No mais querido,Deus,naquele dia,trará a baila toda a verdade e cada um dará conta de si mesmo diante Dele.Abração.

  9. elica disse:

    foi bom ler sobre tudo isso pois agora aprendi q ñ devo mas beber eu sou evangelica mas achava q podia tomar uma cerveja de vez em quando,em casa,com afamilia mas vejo q ñ é bem assim obrigado por me esclarecer biblicamente o meu erro

  10. Resposta a elica:
    Glória a Deus, amada irmà. Em minha casa ocorreu o mesmo. Vivemos muito tempo enganados. Mas Como diz a Palavra do Senhor: “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. A intenção aqui é sempre de edificar e levar as pessoas que acompanham o blog à reflexão bíblica. Que Deu nos abençoe a todos.

    Resposta a Ednelson:
    Certa vez, confrontado pelos escribas e fariseus, Jesus lhes disse que a boca fala daquilo que o coração está cheio, e sinceramente não vejo transparecer de suas palavras nenhum dos frutos do Espítrito. De qualquer forma, será sempre bem vindo ao blog, e espero com todas as forças de minha alma que alguns dos posts deste blog possam mesmo edificar sua vida. Pensei honestamente em excluir seus dois comentários, mas isso não seria coerente com a proposta do blog. Sua manifestação fica aí para testemunho. Que o Senhor lhe abençoe fartamente!

  11. Ednelson Rodrigo Sales Coelho disse:

    Obrigado pela consideração. Sim, vou continuar por aqui e espero mesmo que alguns de seus posts me edifiquem, posto que não sou dono da Verdade e nem quero ser. Já quero mudar mais, posto que quanto mais eu leio a Palavra, mas ela me violenta de surpresas boas.Grande abraço.

  12. James disse:

    Olá, irmão, a paz do Senhor.

    O que você acha de 1 Coríntios 11:21? Lá deixa claro que o vinho da ceia era capaz de embriagar: “Porque, comendo, cada um toma antecipadamente a sua própria ceia; e assim um tem fome e outro embriaga-se. Não tendes porventura casas para comer e para beber?” E está claro que ele está se referindo à ceia na Igreja.

    Acho que, hoje, quando o álcool é o deus de muita gente, e o único lugar que as pessoas encontram “alegria”, não convem ao cristão beber. Mas por causa dos outros. Por causa do alcoólatra, que vai pensar “se o cristão bebe, porque eu não posso beber?” e se descontrolar.

    Mas, sinceramente, e de acordo com a Bíblia, não dá para dizer que beber álcool leva a pessoa ao inferno. Paulo disse que devemos nos abster pela consciência, não a nossa, mas a dos fracos.

    E tem mais, “não vos enbriagueis com o vinho, onde há contenda, mas enchei-vos do Espírito Santo”.

    Acho que a questão é mais essa, a do exemplo. O fato de hoje os bares estarem associados à adultério, violência, etc.

    Mas, com certeza, um copo de vinho não me contaminará. Ou você acha que sim?

    Para constar, antes de me converter eu costumava beber, hábito que a muitos anos eu deixei. E estou na graça de Deus!

    Convido-o a visitar meu blog.

    Grande abraço, na fé, James

  13. Silvani disse:

    Jesus afirmou que conheceremos se uma árvore é boa ou não pelos frutos que gera. Isso vale para outros casos quando temos dúvida sobre algo ou alguém. No caso em questão é só analizar que frutos a bebida alcoolica tem produzido. Na minha família tem devastado a vida de quem se entregou (a princípio só socialmente) a esse terrível vício. Já presenciei meu amado pai quase afogando no próprio vômito após um “porre”, as pessoas rindo dele, ele (que era um homem manso) agredindo minha mãe com palavrões horríveis, andando de quatro por não aguentar apoiar-se. Nem preciso falar que não teve qualidade de vida, a qual acabou precocemente. Tenho um irmão, cunhado e sobrinhos que tinham tudo para serem felizes com suas famílias, mas vivem em atribulações e doenças causadas pela bebedice que os escraviza, já que sentem-se presos e mesmo concordando que deveriam parar, não conseguem fazê-lo. Nem precisa falar das mortes e lesões causadas por motoristas embriagados ou famílias destruídas por terem um membro alcoólatra. Não condeno ninguém, mas não aconselharia alguém a entrar nesse caminho que pode causar tantos danos e pode não ter volta. Examine-se o homem a si mesmo. Eu já me embriaguei e não vi alegria verdadeira, só muita vergonha no dia seguinte.

  14. Alessandra Tavares disse:

    Numa pequena pesquisa sobre alcoolismo que fiz fiquei estarrecida com os dados, índices, a devastidão causada pelo álcool e também como a sociedade está se moblizando contra este mal ( Mp para proibir propaganda em determinados horários, etc.) e na mesma proporção entristecida quando me deparo com alguns que se dizem cristãos de alguma maneira fazem uso ou apoiam os que fazem uso do álcool. Que o Espírito Santo de Deus os revelem a verdade!

  15. Cara Alessandra:
    Não somente em relação ao álcool, mas também para defender outros vícios e prazeres, muitos desviam a verdade para que caiba em seus propósitos, ao invés de se converterem de seus maus caminhos para se enquadrarem eles mesmos na Palavra perfeita de Deus. Glória a Deus por existirem ainda cristãos que levam a sério as questões espirituais e tratam estes problemas como devem ser tratados: com seriedade e dignidade.

    Em Cristo Jesus,
    Georges Nogueira.

  16. ivanildo disse:

    acho que o dono da postagem tem seu direito de não tomar e achar errado,mas acho que o legalismo e extremismo dos evangelicos é que afasta tanta gente de seu meio,sei que vc dirá “somos o sa” e o sal faz a diferença e etc…o que mostraria mas uma vez o preconceito e distinçaõ que eles fazem das “CRIATURAS” e não filhos de Deus,como afirmam.
    Mas voltando ao assunto,já que foi feito 500 litros e já tinham bebido muito mais ainda,para quem bebe,todos sabem que vc bebe uma grade de cerveija mas não consegue beber essa mesma quantia de agua,qui dirá de suco e ainda mais de uva.Mas não foi dado a mim o poder do julgamento.
    Pesso disculpas a todos por q falta de acentuação e erros de portugues pois meu teclado esta horrivel.Deus esteja com todos.

    • Caro ivanildo:
      Seguir a palavra de Deus não é legalismo. Ao contrário, é uma necessidade sentida por aqueles que amam ao Senhor. E não há preconceito nenhum nisso. Antes, o cristão deve se aproximar de todos. Do ladrão, do assassino… De outra forma não conseguiria pregar o Evangelho a estas pessoas, que são as que mais precisam conhecê-lo.
      Mas se aproximar e tratar com respeito não significa agir da mesma forma. Jesus comeu com os publicanos e andou com as prostitutas, mas não pecou nem se prostituiu com nenhum deles. Seguimos o seu exemplo!
      Em Cristo Jesus,
      Georges Nogueira.

  17. ivanildo disse:

    Caro Georges:
    Desculpe se minha opinião lhe feril de alguma forma,(não foi essa minha intencão).
    Mas ainda acho que o homem sempre arranja (brechas)biblicas para adaptar-se ao que gosta ou não,ou ao que lhe convém.
    Não me referi a seguir o evangelho como forma de preconceito e sim que muitos,(sinseramente não são poucos) usam certas coisas para julgar e achar que são “melhores aos olhos de Deus”.Não lhe tratarei como esses muitos,nem quis ser um defensor do alcool.
    Mas uma vez pesso desculpas,apenas opinei.

  18. ivanildo disse:

    E Georges tenho um blog tbm (não tem a mesma proposta que o seu).
    Se tiver tempo da uma olhadinha… e pode opinar tbm.
    Tudo de Bom e seu blog é muito interessante.

  19. Caro ivanildo:
    Seu comentário não feriu nem ofendeu. Somente lhe respondi por que você foi bastante generalista em afirmar que “os evangélicos” são legalistas e extremistas. De fato há os que são, mas conheço muitos que não são assim.
    Não tenho problema nenhum com você por isso. Ao contrário, seja sempre bem vindo a este blog. Sempre respeitarei sua opinião, mesmo quando eu não concordar.
    Quanto a visitar seu blog, você se esqueceu de informar a url dele (www.?.?)

    Graça e paz,
    Georges Nogueira.

  20. ivanildo disse:

    De fato esqueci……. http://nidoartes.blogspot.com,que mostra alguns dos meus trabalhos,ainda estou postando aos poucos pq não tenho muito tempo.

  21. ivanildo disse:

    Como falei em outro comentário: “não tem a mesma proposta que o seu”, (mi referindo ao blog), portanto minha intenção foi apenas que você o visitasse não que o indicasse, se foi isso que quis dizer.
    Obrigado por visitar.

  22. ivanildo disse:

    Ahhh……entende desculpe não ter percebido isso.Deveria ter mandado p email p evitar constrangimentos.Pode ficar a vontade em apagalo eu não mi sentirei ofendido.

  23. luiz disse:

    luiz respondeu

    meu caro irmão georges Nogueira, a paz do Senhor Jesus.
    Caríssimo, O HOMEM TEMPERANTE : 1 tm 3.2, 1 tm 3.11, Tt 2.2, Ecl 7.16, Lc 18.11.
    Quando se almeja uma santidade maior do que o normal, isso é sinal de orgulho espiritual (Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens…Lc 18.11), Quando a pessoa se dispõe a exageros da fé, acaba tendendo para o fanatismo. Enquanto isso, há quem relaxe no cuidado e desenvolvimento de sua fé e até tem permitido conviver com uma consciencia maculada. O equilibrio espiritual mantém a fé inabalável e é isto que nos garante a vida eterna. Meu caro irmão, nossa preocupação aqui nesta terra é ganhar almas para o Senhor da seara, discursões teologicas não ajudam em nada, se recebestes uma resposta mal criada, não de o troco, ore somente. 2 Cor 6.11-18, 2 Cor 12.7-10. – Que o Grande Deus do Universo te abençoe grandemente em Cristo Jesus. – Gl 5. 22.

  24. Carla disse:

    Acho que alguns cristãos estão mais preocupados em brigar entre si e defender suas próprias opiniões usando a palavra de maneira com que satisfassam suas próprias convicções, parece uma briga de cumadres gente!!!!!! Vocês estão dando um péssimo exemplo para pessoas que ainda estão em dúvida se irão ou não seguir a vida cristã. Como uma pessoa em dúvida vai se decidir vendo duas pessoa distintas que se dizem conhecedores do evangelho, teólogos, se desentendendo, debochando e julgando, por que há julgamento dos dois lados… Vocês acham que jesus se alegra com isso……Vamos acordar gente…. assim não dá, é por isso que há tantas pessoas discrentes no mundo. VIVER BEM COM O PRÓXIMO, RESPEITAR, AMAR, TER UMA VIDA QUE NÃO CAUSE REPULSA AO PRÓXIMO, AOS OLHOS DE DEUS E A SI MESMO É O PRIMEIRO PASSO PRA SE ENTRAR NO REINO DOS CÉUS.

    ESPECIALMENTE PARA GEORGE E EDNELSON

  25. Fernando disse:

    Minha cara Carla, li todas as opiniões acima e sempre quando ocorre divergências de opinão ocorre debate, o debate sempre acrescenta algo e dá direito de cada um expressar o seu conhecimento, o fato é que nem sempre as pessoas estão verdadeiramente converdidas e por isso acham que sua opinião é que procede, DEUS não está interessado em opinão fundamentada apenas na sua própria razão, e sim na razão revelada pelo próprio ESPÍRITO SANTO. Portanto devemos olhar para CRISTO como a divindade suprema do AMOR e da mais pura SANTIFICAÇÃO. a palavra de DEUS diz que JESUS foi incontaminado, portanto aquilo que contamina não entrou na boca e muito menos no coração de CRISTO. A bíblia diz também que o povo perece porque falta o conhecimento, conhecimento da palavra de DEUS. Portanto eu sugiro ao srº ivanildo que se converta do seu mau caminho e se entregue verdadeiramente aos braços do PAI (JESUS) que é rico em misericórdia e grandissimo em perdoar. Que DEUS tenha misericórdia de nossas vidas e nos ajude dando-nos dissernimento para obter o verdadeiro conhecimento do PODER DA PALAVRA QUE LIBERTA, CURA E SALVA. AMÉM.

  26. Carla Regina disse:

    Que a paz do Senhor esteja contigo!
    Obrigada pelo esclareciemento.
    Ontém ainda eu e minhas amigas estávamos “discutindo” sobre o referido assunto e ficamos com pontos de interrogação!
    Hoje uma delas me passou esse blog, que tirou minhas dúvidas.
    Obrigada.

  27. Emanoele disse:

    Minha querida Carla,

    Concordo plenamente com tudo que disse!

    Srº Georges Nogueira, o meu pastor na Santa Ceia da o vinho ao invés do suco da uva, eu infelizmente não tenho um vasto entendimento biblico como o Srº o diz ter, mas uma coisa que eu tenho é a certeza da minha salvação… Já vc pode dizer isso??? Gente me desculpe, eu não acho certo beber (tanto que eu não bebo), mas nesse caso… Eu acho um despedício de tempo, vcs como soldados de cristo ficarem batendo boca por isso… deveriam estar lá fora na batalha… Que aliás é ESPIRITUAL… Pq Deus disse que nós temos que amar o nosso inimigo e orar por ele!!!
    Meu amado Georges, Vc já expressou a sua opnião uma vez, eu acho que não tem necessidade de tantas replicas, tréplicas… Jesus que foi JESUS não agradou à todos vc quer agradar… Francamente!!!
    Esse assunto sempre foi um assunto polêmico e sempre vai ser, cada um tem a sua opinião assim como cada qual tem a sua religião!!!
    Pq nem à sua RELIGIÃO, o seu PASTOR ou à sua IGREJA os leva-rá para o céu…
    Tem um ditado que eu ouvi uma vez, que é muito bom:
    “Apenas ir à igreja não o faz um cristão, da mesma forma que ficar em sua garagem não o transforma em um carro.”
    Pensem nisso e reflitam!!!
    Pq oq me parece, é que ao invés de vcs estarem passando a palavra de Deus estão tentando enfiar os seus pensamentos nas cabeças dos outros… com toda essa “Patifaria”…
    Que a paz do nosso Senhor e Salvador Jesus cristo esteja com todos nós!!!
    Obs: E oq salva, cura e liberta é o nome de Jesus, pq quando vc ora em um enfermo vc expulsa a enfermidade (Demônio) em nome de Jesus! e não em nome da palavra… Na meu entendimento!

    • Adailton disse:

      Cara irmã em cristo Emanuele, a palavra de Deus disse que “devemos fazer assim como ele vez”, ele nos instruiu, nos corrigiu, nos sarou e principalmente nos repreendeu quando agimos com nossa desobediência, devemos sim, avisar aqueles que não tem um entendimento verdadeiro do propósito de Deus para nossas vidas e palavras de baixo calão (patifarias = patife) não retrata uma linguagem santa, então minha amiga se você tem vergonha de expressar o amor de Deus aos outros, seremos cobrados por Deus, “aquele que se envergonhar da minha palavra perante aos homens, eu me envergonharei dele perante meu pai que está nos céus” , por isso querida, deixe a palavra de Deus fluir, pois quem busca achará e quem estiver perdido se salvará.
      Meus profundos respeito e que Deus lhe abençoe grandemente.

    • Olivar Alves disse:

      Cara Emanoele,
      Não sei se entendi bem, mas, me parece que você está atacando o que o Georges postou aqui.
      Seu argumento não se sustenta. Todo o assunto apresentado pelo Georges aqui tem sim, tudo a ver com vida espiritual, e, portanto, deve ser tratado com máxima consideração. Dizer que deveríamos sair daqui ou de nossas igrejas para pregar o Evangelho, é cair no mesmo arbitrarismo e julgamento temerário de que você nos acusa. Você sabe da nossa vida o suficiente para nos mandar sair de onde estamos para pregar o Evangelho? Confesso que faço isso a todo tempo (embora me sinta sempre em dívida com Deus pois, devo fazer ainda mais).
      Se bebidas alcoólicas não fossem um problema por então até o governo está se envolvendo numa campanha ferranha para erradicar o uso dessas “drogas” por parte dos menores de 18 anos, como é o caso do Governo do Estado de São Paulo?
      Todo o nosso empenho para que tais coisas sejam erradicadas deveriam partir sempre da Igreja. Não se trata de moralidade como muitos dizem, mas, sim, trata-se de viver do jeito que Deus quer que vivamos.
      Na minha experiência pastoral, tenho constatado que aqueles que mais nos mandam pregar o Evangelho fora da igreja são os que menos fazem. Espero que em relação a você eu esteja enganado.
      Olivar

  28. Emanoele disse:

    Muito obrigada pelo profundo esclarecimento.
    Srº Georges
    Que Deus lhe abençoe.

  29. Eli disse:

    Caro Georges

    Esse tema realmente é bastante polêmico.
    Talvez a determinação aos crentes, aqui no Brasil, de não tomar bebidas alcóolicas tenha sido trazido pelos primeiros missionários vindos da outra América devido ao consumo exagerado, pelos de lá, de bebidas fortes como o uísque e suas consequências .
    Chegando aqui encontram uma situação igual com a cachaça e daí acredito no pedido de abstinência da bebida alcóolica.
    Não vejo proibição na bíblia quanto ao beber o vinho fermentado, mas a sua moderação.
    Em Deuteronomio 14.23-26 é uma demonstração clara da sua não proibição como ocorre hoje.
    No diálogo de Samuel com Ana, quando esta orava, nos mostra como era comum o uso do vinho embriagante.

    O suco da uva ao ser armazenado logo fermenta em poucos dias.
    Comprei uma garrafa de suco de uva integral de 1.5 litro, não consumi tudo e ficou um pouco na garrafa guardada na geladeira. Com pouco mais de uma semana já não tinha o sabor de suco de uva, mas como como vinho.
    Há quem diga que até o vinho devia ser lançado fora e isso acho uma interpretação equivocada porque o fermento que ali se trata é aquele que faz crescer/inchar a massa.
    O vinho consumido na páscoa judaica é um vinho que tem a fermentação cortada atravé do seu cozimento ou pasteurização, inclusive adquiri um vinho kosher para ser bebido durante a páscoa judáica e ele bem diferente dos demais.
    Tambem já adquiri um com graduação alcóolica de três porcento.

    Acredito que o vinho daquela tenha muito menos álcool do que os de hoje como tambem deviam ser mais doces.
    Acredito, também, que o vinho consumido entre os judeus era de forma cerimonial e não por simples consumismo como ocorre em nossos dias.

  30. Eliz disse:

    Que a paz do Senhor, acalmem e revelem o verdadeiro entendimento em seus corações.

  31. Caro Eli:
    Oportuno e bem recebido seu comentário.
    Vamos às questões que você levantou:
    1 – Desnecessário enveredar pelo caminho dos missionários no Brasil. A Bíblia nos mostra o suficiente para que façamos nosso juízo.
    2 – Quanto a ver proibiçào na Bíblia, leia os artigos anteriores. Este é o terceiro de uma série. A questão que você levantou sobre o texto de Deuteronômoi já foi devidamente esclarecida nos artigos anteriores da série.
    3 – Quanto ao armazenamento e à fermentação do suco de uva, isso também é assunto esgotado em artigos anteriores.
    4 – Quanto ao vinho kosher, você pode experimentar em sua própria casa. Faça uma experiência. Compre um vinho qualquer. Ferva-o. Experimente. Você verá que o álcool evaporou completamente, deixando o vinho de ser bebida alcoólica.
    5 – Com relação aos judeus, povo do qual sou descendente, aqueles também deixaram a muito a Palavra de Deus em segundo Plano. Ou você acha que cabala e outros modernismos judaicos são inspirados?

    Resumindo: Leia os dois orimeiros artigos desta série, e voltaremos a conversar.

    Em Cristo,
    Georges Nogueira.

  32. Cara Eliz:
    Estou sempre calmo.
    Em Cristo, Georges Nogueira.

  33. lazarin disse:

    caros amigos quem conhece um pouco de historia logo sabera q o suposto vinho era alcoolico e com certeza seco vinho dose é coisa da era moderna e nao dessa epoca e sim acredito q era servido em comemoraçoes o vinho e vamos parar com essa conversa de que era vinho sem alcool por favor ne gente, cada um prega o que le convem se a conversa mudar para vestes vira outra bola de neve

    • Caro “lazarin”:
      Estou maravilhado com seu comentário tão profundo!
      Mostre-nos mais de sua imensa e maravilhosa sabedoria.
      Conte-nos sobre seus conhecimento aprofundados da história da época.
      De preferência quando estiver sóbrio. Aguardo com ansiedade.
      Caso não tenha nada a acrescentar, pode sempre tomar a salutar iniciativa de nos poupar de um comentário inútil, que só demonstra absoluto desconhecimento sobre o que está falando. Triste.

  34. FABIANO disse:

    Caro Georges Nogueira, muito bom seu blog, estou lendo sem conseguir parar desde as 22:00.

    Me ajude por favor a esclarecer mais um ponto:

    A citação: I Tim 3:2 e 3 “Convém pois que o bispo seja irrepreensível, …. Não dado ao vinho”…. que versa sobre os deveres do bispo e dos diáconos.
    O Sr. explica no blog: ” Muito pelo contrário, o fato de Paulo precisar recomendar que seu discípulo fizesse uso do vinho e ainda explicar-lhe que tal utilização se daria para fins medicinais indica que Timóteo, homem de Deus versado na Sagrada Escritura e cheio do Espírito Santo de Deus, não utilizava nenhum tipo de vinho. Faz sentido. Eu fiquei com dúvida um pouco à frente em Tim 3:8:
    I Tim 3:8 “Da mesma sorte que os diáconos sejam honestos, não de língua dobre, não dados a muito vinho….” Aqui a impressão é de que Paulo claramente orienta sobre o consumo moderado do vinho, que seria o alcoólico, pois ao vinho sem fermento ou com álcool me parece não necessitar de tal recomendação.

    Muito obrigado e fique com Deus sempre!

    • Caro Fabiano:
      Você é um herói!
      Este blog esteve fora do ar para manutenção entre a tarde do dia 07 e a manhão do dia 10.
      O horário em que você leu o blog, foi justamente o horário que eu havia reservado para testar os temas e os plugins do blog. Os testes duraram das 21:00 às 03:30. Você deve ter lido dezenas de artigos sem suas imagens, visto páginas em dúzias de cores e formatações diferentes. Tudo isso sem nenhuma das funcionalidades normais do blog, como a possibilidade de se cadastrar para receber atualizações ou novos comentários do blog.
      Enfim, deve ter sido uma experiência surreal! Se mesmo assim o blog lhe interessou, acredito que os textos lhe tenham contribuído com alguma edificação, motivo pelo qual devemos dar glória a Deus!
      Peço desculpas pela demora em publicar seu comentário e em respondê-lo, pelos motivos que já coloquei acima.

      Com relação ao questionamento que você faz acerca do versículo de Timóteo, existem muitas possibilidades de interpretação.
      Uma delas é que nem todas as traduções bíblicas utilizam o termo “muito” que vem a ser a raíz de seu questionamento.
      Somente como exemplo, dê uma conferida Neste link . você verá, na coluna da esquerda, a versão Almeida Revista e Corrigida, que você citou em seu comentário e, na coluna da direita, a versão da Sociedade Bíblica Britânica. Nesta última, não há a palavra “muito”. Ela diz apenas: (…)”nem dados ao vinho nem”(…).
      Isso, por si só, já constitui dúvida razoável sobre a correta significação do termo.
      Contudo, mesmo que partamos da premissa de que o Apóstolo tenha dito claramente “não dado a muito vinho, há harmonia no texto, e ele se faz perfeitamente condizente com o que eu afirmei no artigo. Neste caso, eu lhe diria o seguinte: se Paulo, apenas cinco versículos antes desse, já havia dito que não deveriam ser “dados ao vinho”, e que estava ainda no mesmo capítulo e falando do mesmo assunto, e levando ainda em consideração que na mesma carta, um pouco à frene, ele dirá a esse mesmo Timóteo que este deveria tomar um pouco de vinho por motivos medicinais, não faria mesmo muito sentido que Paulo falasse em nenhum vinho, pois aí sim, uma recomendação se chocaria com a outra e haveria contradição.

      Em Cristo,
      Georges Nogueira.

  35. Samuel Bonetto disse:

    Senhor Samuel, Neste blog não permitimos comentários com palavras de baixo calão, motivo pelo qual seu comentário foi moderado.
    Caso queira retornar quando estiver no controle de suas emoções e queira registrar sua opinião sem ofender a ninguém, será bem vindo!

    Que o Senhor te ilumine!

    O editor.

  36. Samuel Bonetto disse:

    Perdão: Sei que preciso de conversão, mas os santos pecavam no minimo sete vezes por dia -Qualquer pessoa que diz que não peca está mentindo e o pecado é maior ainda. Não existe ninguem totalmente Bom ou Mal – O único Bom foi Jesus Cristo – Estamos aqui para nos amarmos e aprendermos com os ensinamentos D’Ele . Peço realmente desculpas . Sou uma pessoa bem complicada mas sei que ainda tenho jeito, inclusive de ser perdoado por Vocês e por Deus, pois o sangue de Jesus lava e limpa os meus e os pecados do mundo inteiro. Obrigado Jesus Cristo por cada dia me dar a oportunidade de vencer os males que querem sempre brotar de dentro de mim. Mas as forças do mal não prevalescerão contra Nós que lutamos para permanecer na Luz do Sr Jesus Cristo o nosso Salvador.

  37. Samuel Bonetto disse:

    Valeu Georges ! Não tinha me referido a você, mas às minhas próprias contradições interiores – Eu brigando comigo mesmo. Obrigado pelas orientações e que Deus o abençoe muito.

  38. Georges, parabéns pelo blog!

    Sabe eu tinha muitas dúvidas sobre isso, comecei uma pesquisa e cheguei a mesma conclusão que o sr., mas observei que muitos cristãos bebem, na verdade fiquei sabendo disso na minha igreja e pedi pra Deus para ver com os meus próprios olhos e ele me levou até uma festa e tive a oportunidade de ter uma estranha experiência, nunca senti tanta repulsa, não pelas pessoas, mas pelo que estava acontecendo ali, era como uma contradição, eu amava aquelas pessoas mas não queria ficar mais ali por causa da bebida, era como se eu estivesse sendo forçada a ir embora, eu não me senti à vontade, me senti como se não fosse bem vinda, contei isso a uma pessoa que conheci na net, também cristã, na verdade um pastor, que eu confio bastante, não conheço o coração de ninguém mas de alguma forma sei que ele é sincero no que fala e prega, mas ele me falou que não faz mal beber um pouco de vinho e que eu não deveria me chocar com isso e etc…eu não perguntei nada mais sobre esse assunto a ele e nem perguntei onde ele se fundamenta biblicamente para achar tal coisa, fiquei com medo de ofende-lo, pois não concordo, e sei que não é a verdade a luz da Palavra. Chegou um momento em que eu pensei que a errada era eu, que eu estava vendo coisa onde não tinha, porque não entendo a atitude de muitas pessoas que sabem que é errado e continuam fazendo, que permanecem no erro e que ainda assim são usadas (acho que esse termo é correto) por Deus. Porém vejo que algum entendimento está vindo em minha direção sobre isso, vejo que o amor de Deus é tão grande e suas misericórdias como está escrito são mais altas que o céu. Vejo também que Ele é longânimo, porém não se deixa escarnecer…Ele deixa a pessoa fazer o quer esperando/ dando tempo pra ela se arrepender, mas um dia ele cobrará dela. Enfim estamos sempre num processo de aprendizado, eu não sei de nada, apenas prossigo em aprender e aqui eu sei que aprenderei bastante, pois o Espírito Santo é quem nos inspira e eu acredito que o sr. tem essa inspiração.
    Que Deus continue te dando sabedoria para transmitir a Palavra e abra o nosso entendimento para entender e sempre baseados biblicamente, sendo como os crentes de Beréia.

    Obs: também tenho um blog mas não posto muito, pois não tenho muito tempo, deixarei o link para que o sr. acesse se tiver interesse, e peço ao sr. autorização para fazer referências ao seu blog e usar algo para futuro estudo sobre mesmo assunto.

    Abrs.

  39. layon disse:

    uma questao muito polemica mas se nao tivesse alcool neste suco porq comentar de nao embriaguar se nao tem alcool .quem nao tem controle nao faça nada que sera pecado tudo em exagero .como conservar um suco de uva se nao tinha geladeira quaquer suco sem acool em um vasilame vai apodrecer . sou evangelico nunca tive duvida se tinha alcool ou nao porq se nao tinha quem interpretou nao soube se explica .veja so nao se embriagueis com vinho onde ha contenda como pode aguem contender com suco de uva como pode alguem se alegra com suco de uva se nao tem acool ta dificil nao podemos ser enganad quem acredita que tinha acool nao va sair tomando dizendo que a biblia permita seja sabio outra quen nao acredita que tinha alcool nao va sair julgando quem acredita e toma la seu copo moderamente nem uma passagem me faz eu mudar de ideia a nao ser quem intrpretou dizer que estava errado

    • Caro layon:
      Todas as perguntas que você fez foram respondidas mais de uma vez nos textos a respeito e nos comentários. Esta é uma série de quatro textos. Leia os quatro textos e seus repectivos comentários e você vai ver que absolutamente TODOS os questionamentos que você fez já foram respondidos antes. Uma coisa é ignorar algo porque não se tem acesso aos fatos. Outra bem diferente é ter preguiça de ler e continuar na ignorância de propósito.

  40. layon disse:

    irmao e li todo seus txt mas isso so nao convence as pessoas querido ta muito fraco os cometario quando a biblia e tao clara nao embriagueis com o vinho onde ha contenda sera que a biblia e tao fraca assim . creio eu plas pesquisa que o vinho tinha alcool sim claro que em aguns caso quando se fazia o o suco sim ele nao continha mas depois ele se fermentava e virava o vinho nao como o de hoje que se colocasbstancias outra sim claro que as pessoas crista quando se percebia que tinha muito acool colocava agua para diminuir o teor alcoolico mas afirmar que o vinho nao tinha alcool nao esta di acordo com a biblia se nao continha alcool nao tem nesceidade de cobrança entao vamos cobrar que nao tome coca porq tem cafeina. outra se tou falando e porq li todos seu texto nao tenho preguiça eu acreditava como voce foi lendo msm que descobri e vi que nao tem nem um sentido afirmar que nao havia alcool no vinho quando nao e verdaadeiro

    • Caro Layon:

      Por partes, para responder direitinho:

      1 – Você disse: “irmao e li todo seus txt mas isso so nao convence as pessoas querido ta muito fraco os cometario quando a biblia e tao clara nao embriagueis com o vinho onde ha contenda sera que a biblia e tao fraca assim .” (sic).

      Eu não quero convencer as pessoas de nada. Cada um tira as conclusões que quiser para a sua própria vida. O que eu escrevi, escrevi com larga fundamentação bíblica. Se você acha que a Bíblia é “fraca”, o azar é seu. Quanto ao seu argumento em relação ao termo “embriagueis”, leia com atenção o primeiro artigo da série, onde conceituo o que é vinho, e você compreenderá. Caso não compreenda, não se envergonhe em pedir ajuda. Apenas tente ler o texto antes de postar de novo, combinado?

      2 – você disse: “creio eu plas pesquisa que o vinho tinha alcool sim claro que em aguns caso quando se fazia o o suco sim ele nao continha mas depois ele se fermentava e virava o vinho nao como o de hoje que se colocasbstancias” (sic).

      Mais uma vez, lhe peço que leia o primeiro artigo desta série, para que você compreenda a técnica que então era utilizada para manter o vinho livre da fermentação. Se você insistir que leu, serei obrigado a colocar em dúvida sua capacidade de intelecção textual, pois a técnica supracitada está descrita com muita clareza e bastante detalhamento. Mais uma vez, não se envergonhe em pedir ajuda caso não compreenda o que lê.

      3 – você disse: “afirmar que o vinho nao tinha alcool nao esta di acordo com a biblia se nao continha alcool nao tem nesceidade de cobrança entao vamos cobrar que nao tome coca porq tem cafeina” (sic).

      Quanto à necessidade de cobrança, ela existe em relação a tudo. A glutonaria também é condenada, e a comida não embriaga. E mais uma vez, você prova que, ou não leu, ou não conseguiu compreender o que leu, porque eu não afirmei simplesmente que “não continha álcool” Eu classifiquei todos os tipos de vinho, tanto o que continha quanto o que não continha. Pela terceira vez, lhe imploro, por misericórdia, LEIA o que escrevi antes de criticar! Fica feio para você falar de algo que está claro que você não entende. Basta ler que você vai entender, e se não puder, mais uma vez, não se envergonhe de pedir ajuda. Ninguém nasceu sabendo ler e escrever, e todos sabemos que vivemos em um país desigual. Vergonha é permanecer na ignorância podendo melhorar.

      4 – você disse: “outra se tou falando e porq li todos seu texto nao tenho preguiça eu acreditava como voce foi lendo msm que descobri e vi que nao tem nem um sentido afirmar que nao havia alcool no vinho quando nao e verdaadeiro” (sic)
      Pelo amor de DEUS! clique nos links abaixo e leia TODOS os artigos! Lhe asseguro que você entenderá!

      Para facilitar sua vida:

      Clique AQUI para ler o primeiro artigo da série!

      Clique AQUI para ler o segundo artigo da série!

      Leia os outros dois textos antes de ler esse, eu lhe peço, por Deus!

  41. FATIMA disse:

    Olá
    SOU CATÓLICA E FREQUENTO UMA ENTIDADE QUE TRABALHA NA RECUPERAÇAO DAS PESSOAS DEPENDENTES DE ALCOOL E OUTRAS DROGAS.ESSE TRABALHO É FUNDAMENTADO EM TESTEMUNHOS E UM COMPROMISSO ASSUMIDO COM JESUS, APÓS TOMARMOS CIENCIA DAQUILO QUE DEUS QUER PRA NOSSAS VIDAS .O CONHECIMENTO DA PALAVRA DE DEUS NOS TORNA CAPAZ DE FAZERMOS ESCOLHAS ONDE AS PESSOAS AO NOSSO REDOR POSSAM SENTIR A PAZ QUE SÓ JESUS PODE DAR.
    APRENDI MUITO AO LER SEUS COMENTÁRIOS `A RESPEITO DO VINHO.
    PAZ E BEM

  42. Rodrigo disse:

    eu nao bebo, nem minha esposa…somos evangélicos e nao deixamos nem entrar bebida alcoolica lá em casa…mas na ultima ceia de natal familiares nao foram por causa de nao poder entrar com a bebida…Eles levando eu posso permitir que bebam na minha casa??? é correto ???

    • Georges Nogueira disse:

      Graça e Paz, Rodrigo.
      Eu não sou ninguém para lhe dizer como você vai se relacionar com a sua família. Você é o sacerdote de sua casa, e é de você que Deus cobrará os destinos de sua família.
      No meu caso, essetem sido um problema desde sempre no relacionamento com minha família e a da minha esposa. O irmão dela sequer foi ao nosso casamento por que “não tinha cerveja”. Quando eu era recém casado, era comum fazermos festas e parentes meus e de minha esposa trazerem bebidas alcoólicas para o rpóprio consumo, sabendo que não as ofereceríamos.
      Com o tempo, e nosso amadurecimento em relação ao assunto, chegou o dia em que passei a proibir que viessem.
      Nas primeiras situações, acabaram não vindo mesmo muitos deles. Com o tempo, aceitaram, e hoje respeitam nossa opção. Mas isso não veio sem que tivéssemos lutado por isso.
      O que penso a respeito de permitir é o seguinte: se eu evito uma prática, porque acredito que essa prática é condenável, porque eu a permitiria em minha casa? Uma outra questão que o irmão deve avaliar é a seguinte: se seus familiares evitam a sua presença no natal em função da bebida, será que se importam mesmo com vocês? Eles, de qualquer forma, já não fizeram essa escolha por você?
      Em minha casa não permitimos, e quem não quiser vir por isso, que não venha.
      Mas como eu disse antes, em sua casa você é quem manda, não eu.

    • Orlando Emboaba disse:

      Graça e Paz, Rodrigo
      Meu querido irmão, eu sou cristão e minha esposa é a unica cristã da familia dela, pois todos eles gostam de fazer festas com muita bebidas, as vezes eu nem participo, e praticamente todos eles não vem na minha casa, pois sabem que na minha casa eu não tolero bebidas alcoolicas, mas já disse que sempre são bem vindos em minha casa mas sem bebidas, notem que a bebida é mais importante que nossa companhia, mas tenho orado muito por eles.

  43. Bruno disse:

    Gostaria q argumente sobre 1 Corintios cap 11 vs 21 o irmao nao respondeu ao irmao James q postou em 5 de Dezembro EU NAO BEBO mas o argumento do irmao James com relaçao a essa referencia é BEM RELEVANTE.
    OBRIGADO

  44. william martind disse:

    meu amado!vc é uma pessoa muito inteligente.
    mas que pena que seus olhos ainda não se abriram par ver a verdade!
    sobre a verdadeira igreja!
    a igreja católica não incentiva niguem a beber!

    ams tbm ñ obriga ninguem a´parar de beber!

    jesus ñ obrigou ninguem a seguilo!

    nós pregamos o evangelho – anuncio da boa nova!
    agora ñ vamos obrigar ninguem a parar de beber!

    a sobre a biblia !
    a unica com versão original é a católica!
    A PROTESTANTE TEM 7 LIVROS A – TIRADO POR MARTIM LUTERO!!!

    Ñ FECHE OS SEUS OLHOS PARA A VERDADE!

    • Caro william:
      A verdade sobre a verdadeira Igreja está na Bíblia. E não passa nem perto do que você pensa que é. Leia a Bíblia!

      Quanto a você afirmar que a seita romana não incentiva ninguém a beber, eu te pergunto: vender bebida não é incentivar a beber? Dê uma lida neste link e você verá que a sua “igreja” vende cachaça, quantão, vinho e cerveja para ganhar dinheiro como qualquer boteco sujo.

      É verdade que Jesus não obrigou ninguém a seguí-lo. Mas quem quiser seguí-lo precisa mudar de vida. Seguir a Jesus implica em novo nascimento. Está na Bíblia que você não leu.

      Quanto aos livros do Canon, de onde você tirou a mentira de que Lutero “tirou” algum livro da Bíblia? Você que fala tanto em verdade, e em “abrir os olhos”, deveria melhorar sua leitura e sua escrita. Pesquise um pouco mais sobre os livros da Bíblia, e você descobrirá que a verdade é bem diferente daquilo que você julga ser.

  45. Edilson disse:

    Eu cunfeso que sô um senvergoinha.

  46. Edilson disse:

    Interessante, não publicaram o que eu escrevi e ianda escreveram uma mentira, nossa achei que se tratando de um site voltado para o povo de Deus não timham essa maracutiais

    • Caro Sr. Edilson: Não vi nenhum comentário anterior do Sr. em nenhum artigo aqui.
      De qualquer forma, nunca fizemos nenhuma “maracutiais”, seja lá o que isso for.
      A alguns dias atrás, eu estava com um problema em um dos plugins do blog,e minha esposa e alguns colaboradores do blog reclamaram que não estavam conseguind comentar, mas o problema já foi resolvido.
      Reescreva seu comentário, e se ele estiver de acordo com a política de uso do site ele será publicado com certeza. E sem nenhum “maracutiais”

  47. Edilson disse:

    Pergunto eu caro Sr. Georges:
    Eu acredito que o uso do objeto em si ( bebida alcoolica ) no uso moderado não seje pecado, como também o modo de uso de qualquer coisa que não seje no bom uso traz pecado, vejamos:
    Computador= uso para pesquisas, comunicação, trabalho = uso licito
    Computador= uso para navegar em sites eroticos, coisas que não edificam = uso ilicito = pecado
    Televisão= programs evangelicos, documentarios = uso licito
    Televisão= filmes pornograficos, novelas obsenas=uso ilicito = pecado
    Veneno para matar rato = uso para o proposito = uso licito
    Veneno para matar rato = se suicidar = uso ilicito= pecado
    Refeição = uso para sustentar o corpo = uso licito
    Refeição = uso em glutonaria = pecado
    Remedio = uso para o fim que é receitado = uso licito
    Remedio = uso para se dopar = pecado
    Vinho = uso moderado = uso licito
    Vinho = uso para embriagues = pecado
    Vamos parar por ai, com os exemplos, pois o que eu gostaride de deixar a minha opinião que a maneira que fazemos o uso das coisas que as tornam licitas ou ilicitas.

    E também o que diremos dos nossos profissionais ( muitas vezes irmãos em Cristo ) que trabalham nas industrias de fabricação de bebidas, estariam contribuindo para a perdição dos impios que fazem uso ilictos de bebidas alccolicas ?
    De maneira alguma, primeiro que é um produto regulamentado pelo governo, paga se impostos, empregam se muitas pessoas.
    Uma vez eu vi um comentario de uma pessoa crente, que ela abominava crentes que tinham comercio e vendiam em seus estabelecimentos bebidas alccolicas e batiam no peito que sua loja vendiam artigos voltado par ao povo de Deus ( CDs evangelicos, livros ) e curiosamente haviam produtos piratiados, ou seja estava defraudando o governo, há mas batiam no peito não vendo bebidas alccolicas.
    Coitados dos nossos irmãos que são garçons, que tem que servir bebidas alcoolicas, será que eles tem culpa se as pessoas fazem mau uso do produto? e os irmãos que trabalham nas industrias farmaceuticas, será que também são culpados se as pessoas fazem maus uso comprando remedios abortivos, viagra? creio eu que não, e aqueles irmãos que trabalham nas metalurgicas, onde fabrica o aço que vira arma de fogo, será que são culpados também de as pessoas fazerem mau uso do produto? acredito eu que todas as coisas são licitas , mas nem todas convem , pois o mau uso delas trazem o pecado para o homem.

    • Deixe-me lhe responder com outra pergunta, então, Sr. Edilson.
      Seguindo sua mesma linha de raciocínio, podemos então presumir o que segue:

      Uso moderado da maconha = curtir um barato, relaxar.
      Uso exagerado da maconha = pecado.
      Uso moderado da cocaína = ficar legal e animado.
      Uso exagerado da cocaína = pecado.
      fazer sexo com uma prostituta uma vez na vida = lícito.
      fazer sexo com duas prostitutas por dia = pecado.

      O Sr. concorda com as afirmações acima? Se não concorda, onde está o erro?
      Aguardo sua resposta, Sr. Edilson.

      Quanto à pessoa “crente” que o Sr. citou, ela é uma sem-vergonha. Não faz sentido falar mal de quem vende álcool, e vender produtos pirateados. Além desse comportamento, eu já vi dezenas de outros comportamentos horrorosos de gente que se diz cristã. Mas nada disso é certo.
      Quanto aos que são garçons, se são de fato cristãos, poderiam procurar outra ocupação. Ou não?
      Os demais trabalhos que o Sr. citou, como indúdtria farmacêutica e metalúrgicas, são evidentemente lícitos.
      A comparação que o Sr. apresentou para esses casos não tem nenhuma lógica.

      • Edilson disse:

        Uso moderado da maconha = pecado
        Uso exagerado da maconha = pecado.
        Uso moderado da cocaína = pecado
        Uso exagerado da cocaína = pecado.
        fazer sexo com uma prostituta uma vez na vida = pecado
        fazer sexo com duas prostitutas por dia = pecado.
        Amigo todos esses exemplos por si só os tornam ilicitas independentes do seu uso, até para justiça dos homens imagina na de Deus.
        Os meus exemplos são de coisas licitas , mas que o seu mau uso as tornam ilicitas e também saõ coisas regulamentadas pelo governo e voce encontra numa pratileira de supermercado
        Voce dissem que os irmãso garçons deveriam procurar outro emprego, e os irmãso que transportam as bebidas, os vendedores, os que trabalham nas fabricas de bebidas, também deveriam procurar outro emprego?
        Nossa haja emprego para tanta gente, que trabalham honestamente, pagam seus impostos, sustentam seus filhos por causa do mau uso do objeto em questão ( vinho ) imagina os outtos itens ( arma de fogo, veneno, computadores, televisão ) nossa e agora o que faremos com tantas pessoas desempregadas.
        Voce tem emprego na sua igreja para todo esse pessoal ?
        Me avise, porque me encontro na mesma situação.
        Abraços

  48. Olivar Alves disse:

    A frase de J.I Paker vem a calhar:
    “Não existem pecados pequenos contra um grande Deus”.
    Além do que, quem defende o uso do álcool (ainda que moderadamente) pra mim é porque tem problema com isso, ou seja, “num guenta ficá longi da marvada”.

    Olivar

  49. jose aparecido ignacio disse:

    Caro amigo, a que ponto chega a ignorancia!
    Noé embriagou-se, um amigo me disse que fora com suco de uva, voce já viu isso?
    Ana foi repreendida pelo sacerdote Eli, pois havia tomado muito suco de uva?
    Voce deveria visitar os paises orientais, e ter lido alguns livros paralelos à Bíblia!
    A santidade fanatizada não pode usurpar a realidade das coisas!!!
    Era vinho, vinho puro, vinho fermentado o que Jesus transformou!
    Até chamaram Ele de comilão e beberrão!
    Voce já ouviu alguem ser chamado de beberrão, sem ter certeza que ele andou bebendo alguns copos de suco ou de agua?
    Caro amigo, eu vou em defesa do Evangelho e da Palavra de Deus também, mas mentir para defender a Palavra, também é pecado!

    • De fato, Sr. José Aparecido, A ignorância do seu amigo se mostrou tão grande quanto a sua.
      Vamos avaliar seu comentário:

      1 – Noé com toda a certeza se embriagou com o vinho alcoólico.

      2 – Noé foi retratado no Antigo Testamento, e eu falei acerca do vinho no antigo testamento em um artigo anterior a esse. Recomendo que o Sr. o leia para esclarecer suas dúvidas e eevitar que o Sr. repita bobagens sobre um assunto que não conhece inteiramente.

      3 – Ana e o sacerdote Eli também estão no Antigo Testamento. Mais uma vez, leia o outro artigo.

      4 – Me conte sobre sua própria experiência pessoal sobre os países orientais. Tijucas fica em um deles?

      5 – Não só li, como citei, nos quatro artigos desta série que trata do consumo do álcool pelos cristãos diversas fontes, entre elas livros de grandess historiadores tanto da época quanto contemporâneos.

      6 – Não há em nenhum destes artigos seja lá o que for que o Sr. chame de “santidade fanatizada”. Se há algum fanatismo aqui, ele sempre aparece por parte daqueles que se indignam ante qualquer sugestão de que o uso do álcool deva ser evitado, como aliás é o seu caso.

      7 – Se o sr. tivesse se dado ao trabalho de estudar um pouco de exegese e hermenêutica, se o sr. soubesse que existe um imenso abismo cultural entre o lugar onde o sr. vive e a cultura da época de Jesus, o sr. saberia que a expressão beberrão poderia ser utilizada em relação a qualquer pessoa que bebesse qualquer líquido em demasia, mas que no caso, sendo utilizada contra Jesus por fariseus, em uma prática muito semelhante da sua, eles estavam mesmo acusando-o de ser um bêbado, assim como eles o acusaram de expelir demônios em nome de satanás. Assim como Jesus não tinha parte alguma com satanás, não tinha parte alguma com a bebedeira.

      8 – O sr. vai em defesa do Evangelho? Onde? O sr. chegou aqui fazendo uma séria de acusções levianas e tentando desqualificar um texto que o sr. sequer demonstrou compreender. Onde isso serve para defender o Evangelho?

  50. jose aparecido ignacio disse:

    Além do mais, pelos comentarios acima, vejo que tem crente aí, no patamar de cima, SANTO, que é bem iradinho!

  51. É verdade, sr. José Aparecido.
    Entre os “iradinhos”, há um que se destaca pela agressividade, que já chegou aqui me chamando de ignorante, fanático e mentiroso. Totalmente reprovável o comportamento dele, o sr. não acha?

    Lhe dou um pote de geleia se o sr. adivinhar quem foi o estulto.
    Como diz um conterrâneo famosos meu, Que Deus lhe ponha virtude, sr. José Aparecido!

  52. Olivar Alves disse:

    Só uma pergunta (retórica, é claro):
    O crente precisa da manguaça para ser feliz?

    Olivar

  53. carlos alexandre de souza disse:

    sr.O que eu gostaria de saber é si pecado presiza confesar pro pastor ou pra deus quem perdoa é deus não é verdade.

  54. Fernando disse:

    QUEM TEM BOCA FALA O QUE QUER.
    Sou crente da assembléia de Deus e tenho ouvido as mentiras mais lavadas ao pregarem a palavra de Deus, uma delas tem sido em relação ao vinho. Não concordo em hipótese alguma com o alcoolismo e a embriagues, porém beber vinho, não é pecada inclusive a ceia do Senhor era sim com vinho alcoolico, leia o que diz 1co11 20e21: quando vos ajuntais no mesmo lugar, não é para comer a ceia do senhor, pois quando comeis, cada um tome sua própria ceia, assim um tem fome e outro se embriaga. Na certa quando se fala embriaga deve ter outra palavra grega e sei lá qual que não quer dizer o que realme diz. MENTIRAS. Cuidados irmãos não vos deixe enganar. há milhares de pastores mentirosos pregando absurdo. Quer ver outra: a ceia nunca deveria ser feita em igrejas, mais sim em reuniões em casas de irmãos. Sim de onde noé tirou alcool de um suco de uva ele não ficou bêbado? na certa ele foi pro inferno por isso, depois de comemorar sua vitória. NOSSO DEUS É MAU? e Sansão além de beber vinho ainda se prostituiu e Deus não ajudou ele na ultima hora? então ele foi pro inferno depois disso? O proprio Pedro negou Jesus tres vezes, com certeza ele foi direto pro fogão. Vamos ver Davi se prostituia, dançava, matava e ainda bebia, porém Deus se agradava dele por ser quebrantado, talvez depois Deus jogou ele direto no chifre de SATÃ, oh coitado. PRESTEM ATENÇÃO.

    • Parabéns, Fernando!
      Siga seu próprio conselho, então!
      Se embriague à vontade, prostitua-se, negue a Jesus e vá para o céu.
      Por causa de gente ignorante como você é que a Assembleia de Deus é tão mal falada e tão mal vista entre os cristãos em geral.

  55. Fernando disse:

    Não desejo isso, não quero que ninguém se prostitue, nem se embriague nem se quer viva a beber vinho nem mate ninguém, só estou

  56. Fernando disse:

    dizendo que há outras coisas escritas na palavra de Deus e não às frequentemente pregadas na igreja. e pregar mentiras é pecado. não pre3cisa se ofender. e não falo em nome da assembléia, falo por mim. e não irei pro inferno.

  57. Fernando disse:

    Voçê deve se lembrar disso e não pregue mentiras, há muitta gente lendo suas besteiras.

    • Bem, Fernando, tudo o que eu escrevi aqui está apoiado pelas Escrituras. Está de acordo com a Palavra de Deus. Se para você a Bíblia mente, seu problema é bem maior do que eu pensava.
      Quanto a escrever besteiras, quem estiver lendo que julgue entre a verdade bíblica que eu escrevi aqui e a sapiência de quem escreve “voçê” com cedilha.
      Que Deus te abençoe e te ilumine.

  58. Fernando disse:

    Acredito que cada leitor tenha o livre arbitrio de ler a palavra e não se enganar deixar enganar por falsos profetas. LEIAM A BÍBLIA, CUIDADO COM PASTORES MENTIROSOS, QUEM MENTE NÃO VAI PRO CÉU, ficaram de fora os mentirosos. E CONHECERAM A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ. AMÉM.

  59. Fernando disse:

    Não, mais, quero ter você como irmão em cristo e amigo se possível, só estou alertando sobre a verdade, não só sobre o vinho que acho ser tolice discutir, porém para esclarecimento de muitos que pecaram e estão sendo julgados pelo homem, discriminados e até massacrados, pois assim tenho visto muitos irmão o fazerem se quer dão a paz do Senhor ou graça e paz em outras igrejas que é cumprimento cristão e chegam até a virar o rosto e desprezar alguém que talvez precise de ajuda. É só isso que gostaria que observasse, issistir em algo que não tem fundamento desprezando o total amor de Jesus isso sim é tolice.

    • Contra o que é que você está protestando então? Você viu alguém ser massacrado porque pecou neste site?
      Você quer ser meu amigo me chamando de mentiroso, falso profeta, pregador de besteiras… É assim mesmo que você faz amigos? Porque eu não tenho nada contra o debate, ou contra o direito das pessoas discordarem de mim. Mas com essa educação que você demosntrou até agora fica difícil.
      E isso porque você julga estar tratando com um “irmão em Cristo”. Que cristianismo é esse que é praticado dessa forma, Fernando? Confesso que estou assustado com essa postura.

  60. Olivar Alves disse:

    Fernando,
    Já faz um bom tempo que não encontro uma pessoa tão confusa como você.
    Você diz que a embriaguez é pecado mas, defende o uso de bebidas.
    Chama o Georges de mentiroso e falso profeta, mas quer ser amigo dele (coisa que se ele fosse mesmo um falso profeta, você, como crente não deveria sequer ter contato com ele, muito menos ser amigo).
    mas, trazendo a conversa para o foco que ela deve ter, lhe digo: deixe-se guiar pela Palavra de Deus em vez de usá-la para o seu bel prazer.
    Em Ef 5.18 lemos: “E não vos embriagueis com o vinho no qual há dissolução, mas, enchei-vos do Espírito Santo”. O que houve com o bom e velho Pentecostalismo do qual você é um herdeiro? Jogou na lata do lixo pra ficar com o goró e sair atacando servos de Deus que têm dedicado sua vida à pregação genuína do Evangelho?
    Os exemplos bíblicos que você citou só comprovam a desgraça que a bebida pode ser na vida de uma pessoa.
    Noé estava feliz com sua vitória, e por isso mesmo deveria se deleitar somente em Deus e não no vinho. Sansão era nazireu, não deveria nem passar perto de um bebum, muito menos beber. Ele é um exemplo de alguém que perdeu Deus de foco. E se Deus teve misericórdia dele, foi porque Deus é misericordioso e não porque Sansão tivesse algum merecimento.
    Se a Bíblia nos manda ficar longe da embriaguez (há quem se embriaga com meio copo de vinho – eu mesmo sou esse caso, por isso nem passo perto), então não há outra opção para o crente, e nem livre arbítrio, pois, se se tratar de um crente verdadeiro, sua vontade é “escrava” de Deus, ele não vive mais para si, mas,para Deus.

  61. Irmão Mendes-Belém Pa disse:

    Amados irmãos, a paz do senhor Jesus. Amém!
    A bíblia nos revela em Lucas 22:20, que o Senhor Jesus escolheu o vinho pra representar o seu sangue.
    Se formos analisar as razões para essa escolha, podemos chegar a algumas conclusões:
    primeiro analisamos a confecção do vinho, que tal como o Senhor Jesus – ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Isaías 53:5 – o fruto da vide (uva) é amassada, dilacerada, pisada e é deixada de lado como se não servisse pra nada(morta)destinada ao apodrecimento como acontece com a maioria dos alimentos. Mas a partir do terceiro dia, começa a fermentar até chegar a um estados superior que é o V I N H O, com capacidade de alegrar a todos os que o bebem, Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. João 6:54.
    Segundo analisamos o evento da qual o Senhor Jesus foi convidado juntamente com seus discípulos casamento (bodas), E, ao terceiro dia, fizeram-se umas bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus. João 2:1, o mestre sala é a chave para garantir o tipo de vinho (superior) que foi servido, E disse-lhe: Todo o homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho.
    João 2:10, com capacidade de causar efeito maior que o outro tanto em sabor, quanto em sensação de alegria.

    • Ok, Irmão Mendes!
      Essa foi uma eisegese bastante completa e original.

      • Pensador disse:

        Cara criatura que se intitula “Pensador”: Você deveria ser mais LEITOR antes de pensar que é “Pensador”. Se você tivesse lido a política de uso do site, teria visto que comentários apócrifos não são permitidos. Por este motivo, caso você queira ver seus comentários publicados, fça-nos o favor de se identificar.

        O editor.

        • Pensador disse:

          O que foi apócrifo em meu comentário, e você o cara “criatura” seja menos arrogante, sou teólogo e sei a diferença entre um apócrifo e um canon sagrado, ou sera que meu comentário foi de dificil compreensão de vossas senhorias, ou simplesmente não tem argumentos, ou ainda estão fugindo de um debate.

          Ser um questionador é o que me mantém como um humilde humano
          da soberba procede a ruina

          APÓCRIFOS…!?!?!?!?! ONDE????????????

  62. Olivar Alves disse:

    huhuhu! Porque jesus morreu e ressuscitou, vamos encher a cara de vinho. Estoicismo do século XXI???

  63. Luiz Eduardo Grinberg disse:

    Nunca li, como judeu, tanta distorção quanto aqui psotada. Em primeiro o vinho Kosher pode ou não ser cozido. Se o vinho for feito somente, em todo o processo até ao engarrafamento, apenas por deus observantes, o vinho será ferementado e não será cozido! Somente será cozido se o vinho possa ser tocado por um judeu não observante ou por não judeus durante a sua produção e envaze. Logo, não distorça as palavras de D’eus. E fico a sua disposição para lhe explicar melhor.

  64. avimar disse:

    apesar de eu não seguir religião nenhuma, li esse post inteiro e os comentários apenas para entender os argumentos das pessoas teístas, o que mais me surpreendeu foi o Sr. GEORGES NOGUEIRA que aparentemente é o dono da verdade e não admite que o contrariem, quando não tem razão, recorre ao mesmo absurdo de dizer que quem escreveu não estava sóbrio (como provavelmente fará comigo também) logo após li isso:

    “Uso moderado da maconha = curtir um barato, relaxar.
    Uso exagerado da maconha = pecado.
    Uso moderado da cocaína = ficar legal e animado.
    Uso exagerado da cocaína = pecado.
    fazer sexo com uma prostituta uma vez na vida = lícito.
    fazer sexo com duas prostitutas por dia = pecado.”

    eu entendo que talvez o jeito certo de interpretar seja o seguinte:

    Uso moderado da maconha = auxiliar como tratamento do glaucoma = uso lícito
    Uso exagerado da maconha =curtir um barato, relaxar. pecado = uso ilícito.
    Uso moderado da coca = tratamento de dores assim como ópio = uso lícito
    Uso exagerado da coca = transformada em cocaína pra ficar legal e animado = pecado.
    fazer sexo = totalmente lícito.
    fazer sexo com duas prostitutas por dia ou com uma na vida = pecado.

    Entendo que tudo que existe na natureza tem uma finalidade, alguns olham e conseguem ver o que de ruim conseguiriam produzir com aquilo, outros olham e conseguem ver o que de bom conseguem produzir com aquilo. TALVEZ SEJA O FAMOSO LIVRE-ARBÍTRIO, que permite que alguns bebam e sejam felizes, e outros não bebam, julgam quem bebe e são felizes também.

    ao meu ver o Sr. GEORGES NOGUEIRA procura distorcer o que acontecesse pra dizer que os outros estão errados. Se considerarmos essa linha de raciocínio acreditaremos que puxar uma maçaneta várias vezes ao dia é pecado pois o mesmo aço da maçaneta pode ser usado pra produzir uma arma de fogo.
    Consumir álcool não é pecado, se pesquisarem um pouco saberão que até arroz que comemos quando entra em contato com os ácidos produzidos no estomago, é fermentado e um parte se transforma em álcool. SAKÊ.

    Já que esse é um assunto tão polêmico para o povo teísta, poderiam entrar em um acordo e melhorar a tradução das escrituras sagradas, pois vinho é suco de uva fermentado alcoolicamente, se a bebida que eles bebiam não era vinho, substituam a palavra vinho por suco de uva. Evitaria interpretações errôneas.

    Agora Sr. GEORGES NOGUEIRA gostaria que me respondesse uma questão, se possível é claro, se eu fizer sexo com uma prostituta sem pagar nada a ela e ela não estiver no seu local de trabalho (curtindo umas merecidas férias no litoral por exemplo), isso seria pecado?

  65. Fernando disse:

    Amado irmão Olivar Alves, Não estou defendendo a bebida alcoolica e sim a bíblia como verdade. não há verdade em dizer que o vinho na bíblia não tinha alcool, experimente dizer: não vos embriagues do suco de uva mais enchei-vos do Espírito Santo, com certeza isso não tem sentido. imagine um mestre sala vendo que o venho melhor ficou pro final da festa (mestre sala seria como um especialista ou seria um curioso que não conhecia vinho?). Porém não quero inimizade, Deus disse amai vossos inimigos, apesar de que não tenha o Sr. Gerges Nogueira como inimigo, e se Vc ler o que escrevi, estou apenas criticando o ensinamento erroneo da bíblia. Minhas desculpas e perdão a todos os ofendido.

    • O pior de tudo em seu comportamento aqui, caro Fernando, é sua arrogância de acusar “ensinamento errôneo” quando você não consegue demonstrar erro nenhum.

    • Olivar Alves disse:

      Irmão não me faça parecer maluco. Se eu estou concordando com o Georges é porque o vinho mencionado por você nestes textos bíblicos são com teor alcoólico sim. Sou taxativamente contra o uso de álcool, por isso mesmo não faço uso.
      Quanto a acusar-nos de erros, bem lembrou o Georges: você precisa mostrar onde distorcemos o texto bíblico.
      Olivar

  66. Irmão Mendes-Belém Pa disse:

    E disse Jacó a Labão: Dá-me minha mulher, porque meus dias são cumpridos, para que eu me C A S E com ela.
    Então reuniu Labão a todos os homens daquele lugar, e fez um banquete.
    E aconteceu, à tarde, que tomou Lia, sua filha, e trouxe-a a Jacó que a possuiu.
    E Labão deu sua serva Zilpa a Lia, sua filha, por serva.
    E aconteceu que pela manhã, viu que era Lia; pelo que disse a Labão: Por que me fizeste isso? Não te tenho servido por Raquel? Por que então me enganaste?
    E disse Labão: Não se faz assim no nosso lugar, que a menor se dê antes da primogênita.
    Cumpre a semana desta; então te daremos também a outra, pelo serviço que ainda outros sete anos comigo servires.
    Gênesis 29:21-27
    Este episódio seria possível com suco de uva?

    • Caro “Irmão Mendes-belém”:

      Em que momento eu afirmei que nessa caso foi consumido vinho ou suco de uva? Em que momento eu disse que TODA VEZ que a Bíblia fala de VINHO está falando de suco de uva?
      Você se deu ao trabalho de ler o TÍTULO desse artigo?
      Você reparou que aqui estou tratando do vinho no NOVO TESTAMENTO?
      Em sua Bíblia o livro de Gênesis fica no NOVO testamento?
      Porque se fica no ANTIGO TESTAMENTO, você devia ter postado esse seu comentário no texto que trata do vinho no ANTIGO TESTAMENTO, não acha?
      Mas eu tenho certeza de que você não leu o artigo que trata do vinho no ANTIGO TESTAMENTO porque se você tivesse lido o artigo sobre vinho no ANTIGO TESTAMENTO, você não teria feito essa sua pergunta TÂO inteligente e TÃO pertinente.
      Dessa forma, para ter a sua pergunta respondida, eu lhe peço, ENCARECIDAMENTE que você leia o apelo que acabei de colocar no início deste artigo.
      Para isso basta subir a página e ler o texto colocado logo abaixo da figura que tem a taça e o cacho de uvas (se não encontrar, avise que faço um mapa e envio para você).
      LEIA os outros artigos da série ANTES de comentr novamente pelo amor de Deus!

    • Olivar Alves disse:

      Por tudo o que há de mais sagrado, meu povo! PRESTEM ATENÇÃO NO ARTIGO QUE O GEORGES ESCREVEU PARA NÃO SAÍREM POR AÍ FALANDO ASNEIRAS E AINDA ACUSANDO-O DISSO!!!
      Dá canseira ver gente preguiçosa que não lê o artigo (e muito menos todas as discussões) e dizem o que não foi dito por quem dizem que foi dito.
      Tenham dó!
      Olivar

  67. Thiago Dias disse:

    Amado irmão GEORGES NOGUEIRA, entrei aqui para ter uma orientação sobre o consumo do vinho como acompanhamento de uma refeição, pois ele auxilia o sistema digestivo alem do sistema circulatório (consumido em dose bem baixa),vejo que devemos nos alegrar no senhor, que ele que deve ser a nossa alegria, e que o mais correto, independentemente de qual for a questão, devemos viver a palavra.
    Sabemos que somos falhos, por este motivo carecemos da misericórdia do senhor, e por isto, vejo como a forma mais correta, é buscar este discernimento em jesus, pois apenas ele conhece nosso coração, apenas ele sabe qual são os sonhos de deus para nossas vidas, apenas ele sabe o que está preparado para nós.
    Não irei parabenizar nem criticar qualquer tipo de comentário sobre tudo o que foi descrito aqui, mas deixo um comentário a todas as pessoas que vieram a este blog em busca de uma resposta pronta, se deve ou não manter o consumo de Álcool, que coloquem a sua vida diante do Senhor, e peça a ele uma limpeza bem profunda, procure uma intimidade como nunca foi buscada antes, deite nos braços de Deus, e peça a ele o discernimento para saber se seus atos condizem ou não com a vontade dele, somente assim saberemos qual a verdadeira resposta para esta pergunta, cada um terá sua experiencia com Deus!
    Eu afirmo que sou homem de pouca fé, pois do contrario não estaria aqui em busca de uma resposta que teria ela com 70×7 de exatidão, quando ela é dada pelo próprio criador, porem a minha curiosidade de saber mais sobre estes dois entendimentos, pois conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.
    Esta foi minha contribuição!
    Oro para todos os que comentaram e também para os que não comentaram, para que esta resposta seja encontrada em Deus, não nê um site de internet (terreno este em que infelizmente maioria esta sendo usado pelo maligno)

  68. Olivar Alves disse:

    Prezado Thiago Dias,
    Embora você dirigiu-se ao Georges (que é o autor desse site e desse artigo), ou vou responder-lhe assim mesmo, até porque eu sou um irmão e parceiro do Georges na causa do Evangelho de Cristo.
    Algumas questões eu quero pontuar sobre o seu comentário.

    Primeira: Você disse “Sabemos que somos falhos, por este motivo carecemos da misericórdia do senhor, e por isto, vejo como a forma mais correta, é buscar este discernimento em jesus, pois apenas ele conhece nosso coração, apenas ele sabe qual são os sonhos de deus para nossas vidas, apenas ele sabe o que está preparado para nós”. Eu lhe pergunto: Deus sonha? Onde está escrito na Bíblia tamanha asneira? Sonhar é para pecadores como nós que não temos poder sequer para nos manter em pé. Deus não sonha; Ele não fica elucubrando, delirando como nós quando desejamos alguma coisa e não podemos ter. A Bíblia nos apresenta duas verdades: Deus quer ou Deus não quer e pronto. Por conta de afirmações como a sua, é que nós vemos tanto delírio nos “louvorzões” por aí.

    Segundo: você disse: “…e peça a ele uma limpeza bem profunda, procure uma intimidade como nunca foi buscada antes, deite nos braços de Deus, e peça a ele o discernimento para saber se seus atos condizem ou não com a vontade dele, somente assim saberemos qual a verdadeira resposta para esta pergunta, cada um terá sua experiencia com Deus!”. E a Revelação Especial (a Palavra), essa não conta? O que está nela para nós não é válido? Precisamos ainda de “experiências” particulares? Empirismo, meu caro, é a desgraça da Igreja dos nossos dias. O que importa é ter alguma experiência com Deus, ainda que essa experiência não esteja embasada na Palavra de Deus, dizem os proponentes desse empirismo maldito. Você quer saber qual a vontade de Deus para essa questão? A Bíblia lhe mostra.
    Leia: Pv 23.29-35 – aqui temos a descrição da vergonha e opróbrio que vem sobre os que “se demoram em beber água”? Não meu caro, é sobre os que se “demoram em beber vinho”.

    Ef 5.18: o crente deve ficar longe da embriaguez com o vinho (entenda-se aqui qualquer forma de bebida que entorpece), justamente por ter algo muito mais excelente para si: encher-se com o Espírito Santo.

    O artigo do Georges fala estritamente do uso do vinho no NT. Contudo, em toda Bíblia encontramos casos em que o vinho (e outras bebidas fortes) trouxeram problemas sérios para os homens.
    Quanto ao seu conselho para usarmos um pouquinho de vinho para ajudar na digestão, existem muitos tipos de chá que fazem o mesmo efeito e não causam embriaguez.
    Ainda sobre o uso “moderado” do vinho (sem levar à embriaguez) deve-se ter muito cuidado. Qual a quantia adequada para não termos nenhuma alteração em nossa mente por causa do álcool? Se a resposta for: “cada um sabe o que é correto para si”, caímos novamente na questão do empirismo, ou o que é pior, do antinomismo.
    Olivar

  69. antonio jocelio disse:

    Ai vai um testemunho meu.
    Há 14 anos atras, ja convertido ao evangelho, continuava a beber. Meu pastor, com sabedoria, nunca me censurou sobre a bebida alcoolica, apenas orava.
    Certo dia pela manha, estava com meu filho Enzo no colo e minha esposa ao se aproximar de mim, disse: Nossa bem, você esta com cheiro de alcool. Ao retruca-la, falei: Nao é possivel, pois bebi so uma latinha de cerveja.
    Aquele acontecimento mudou a minha visao sobre a bebida alcoolica e certamente me deu nova vida.
    Fui tomar banho e disse à minha esposa que providenciasse a venda do meu barzinho de madeira com todas as taças e garrafas ali expostas, que a partir daquele dia eu jamais beberia nenhuma bebida alcoolica.
    Pela graça de nosso senhor Jesus Cristo e ação do Espirito Santo de Deus estou livre deste mal que tanto tem matado pessoas mundo afora. Basta pesquisar em sites de alcoolatras anônimos.
    Você aí, que tenta usar a palavra de Deus para incentivar ou justificar o seu vício, cria vergonha na sua cara, peça perdão a Deus e procure nascer de novo no Espirito da Verdade.
    Usam a palavra de Deus para justificar o Homossexualismo, uso de tatuagens e piercings, uso de alcool, danças que nada tem a ver com Deus, frequentar baladas, e, enquanto isso, o Diabo, nosso inimigo, tem ceifado a vida de vários jovens;
    Sou membro da Igreja de Deus em Sobradinho-DF (61) 35915071, mantemos um Centro de Recuperação de Alcoolatras e temos visto o agir de Deus naquele lugar, onde famílias estão sendo resgatadas, pais de família que, ora, estavam abandonados pelos familiares e, hoje são bençãos nos seus lares.
    Pelo amor de Deus largue o álcool e não seja assassino do seu próprio filho, pois a porta de todas as outras drogas é o álcool. Não seja omisso. Divulgue. Sê tu uma benção.

  70. avelar disse:

    que bom, que tem pessoas como vc, independente da blibia, a sociedade sofre com o alcoo.l luz e treva nao tem comuhao. nao ligue para aqueles que querem viver na concupiciencia da carne. engraçado, querem legalizar o vinho, baseado em passagem biblica ,e aqueles que bebem cerveja 51 e etc e o fim dos tempos

  71. Juninho disse:

    Sou Cristão, Protestante desde que nasci ! Hoje tenho 22 anos e nunca bebi, não sei nem o cheiro de com alcool fermentado, destilado etc… Não li os outros artigos, mas concordo com o autor. Cristão, que tem como orientação a palavra de Deus e deixa Esse Deus agir através dela (caso o contrário, a Bíblia é um livro somente de história, pequisa ou de revisão), NÃO CONSOME ALCOOL, EM HIPÓTESE ALGUMA ! É uma pecado, como bem exposto, como todos. Nem a mais nem a menos. Como parâmetro de orientação, deixo a pergunta:- Se o seu filho (a), ainda juvenil (14 anos + ou -), sentisse vontade de consumir uma “cervejinha”, um “aperitivo”, ou uma garrafinha de “ice” com os “amigos”, vocês sentiriam-se a vontade senhores pais ? obs:- Não sou pai !

  72. Juninho disse:

    Olha eu aqui de novo. Coloquei meu comentário (Juninho 02/02/2.012) sem lê o anterior, que também serve de parâmetro de orientação para você que ainda acha, e tenda justificar, usando Deus, o pecado do uso do alcool. As opiniões são iguais. Comparem e vejam. Obrigado

  73. Marcele Paiva Fernandes disse:

    O Vinho da época de Jesus, era o vinho puro, como o produzido ainda hoje em muitos lugares, como todo o vinho tem o seu teor alcoólico natural, na fermentação, ele podia embriagar, sim; Mas em nenhum momento vimos Jesus ou seus discípulos embriagados; O Apóstolo Paulo alerta “Não vos embriagueis com vinho, mas enchei-vos do Espírito (Santo)”.

    Não bebo e acredito que fará bem quem assim proceder, pois estou cansado de ver vidas destruídas pelo alcool. A bíblia condena a embriaguêz, quanto à bebida moderada, acredito que que cada um deve saber até onde realmente o que faz é moderado.

  74. Artur Antunes disse:

    Não entendo porquê tantas pessoas tentam encontrar na Bíblia uma justificação para o consumo de bebida alcoólica, todos sabem que o alcool destrói os neurônios, e todos também sabem que nosso corpo é templo do Espírito Santo.

    Infelizmente ainda existem muitos ditos cristãos, por vez hipócritas, que tentam justificar seus pecados distorcendo a palavra do Senhor.

    Que nosso Senhor tenha piedade destes homens, pois no dia do juízo todas as intenções, boas e más, serão colocadas em balança.

    Irmão Georges, peço que não dê ouvidos à estes homens de pouca fé, e continue sua missão. Deus se alegra de vê-lo assim dedicado à Santa obra da correção e edificação do Cristão. Mesmo quando as críticas parecem nos afogar.

    Que Deus continue te iluminando na maravilhosa obra da santificação até alcançarmos a santa glória concedida pelo Senhor no dia de Sua volta à esta terra.

  75. cassius disse:

    Olá bom dia Pr.Georges.Bom em 1° lugar gostaria de dizer que não bebo nenhum tipo de bebida álcoolica.Mas como se trata do vinho no novo testamento gostaria de saber se o vinho em 1° corintios 11:21 era fermentado.Se era fermentado os irmãos que faziam uso da bebida foram ao inferno ?Se não era fermentado qual a explicação mais correta. Desde já agradeço a atenção.E que DEUS continue te abençoando sempre.

  76. Filipe disse:

    Caros leitores deste blog:

    O que esta sendo referido aqui, e que algumas pessoas não entendem, e a cerca do PECADO que é beber vinho, ou qualquer bebida alcolica, não os benéficios ou males que o mesmo traz ao corpo.

    Vi muita gente defendendo a ingestão de vinho alcolico, mas para deixar claro as escrituras de referem que “nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus. (1Co 6:9-10)” mas o que torna uma pessoa bêbada? Para a sociedade e aquele que fica caindo pelas “tabelas” mas para Deus não!! Pois o pecado não só aquilo que é visível. Como Jesus disse “Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem Mateus 15:18” Ou seja o pecado não está na quantidade de alcool ingerido, e sim na satisfação que o homem tem em ingeri-lo, ou seja quando o homem diz, vou beber socialmente, só pra distrair, Deus não vê a quantidade de alcool que ele ingeri, mas na satisfação que o coração dele tem quando o faz, que vai torna-lo um beberrão ou não diante de Deus. Se não fora assim, Jesus não haveria dito, por exemplo, que só o fato de olharmos outras mulheres, nos tornaria um adultero ( vide Mateus 5:28)

    Ou seja neste critério ou em qualquer outro, temos de vigiar nosso coração, pois dele procede as saídas da vida ( Prov 4:23)

  77. isael disse:

    quero saber se quem nasce em berço evangelico.precisa levantar as maos em ato de arrependimento.sim ou nao?< fica na paz

    • Artur Antunes disse:

      Sim.

      Se eu ficar parado na garagem de casa 8 horas por dia sou um carro?
      Se eu permanecer na igreja desde meu nascimento sou um cristão?

      R: A resposta para a primeira pergunta é idêntica para a segunda.

      O que define um Cristão? Como funciona o processo de conversão para quem nasceu na igreja? Justificação, santificação e glorificação? É possível permanecer neste mundo sem pecado? Cristo veio à terra para julgar ou salvar? Quem nunca pecou precisa de salvação? Quem permanece na igreja já está salvo ou imune ao pecado? Para que serve a igreja nesta terra, para minha prosperidade nesta terra? Qual a missão que Cristo nos designou?

      Buscareis a verdade, e a verdade vos libertará.
      Aquele que não busca nunca irá encontrá-la.

      “Até mesmo os escolhidos serão enganados.”

      “Muitos serão chamados, mas poucos serão escolhidos.”

      “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

      Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres?

      Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.” Mateus 7:21

      “Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos;” Mateus 25:41

  78. Olivar disse:

    Isael,
    Para responder-lhe com propriedade preciso entender melhor sua pergunta. O que tem a ver arrependimento com levantar as mãos?

  79. observacao:nao estou acentuando as palavras, pois uso um teclado nao brasileiro e acentuar aqui é super complicado:

    a Biblia nao condena o uso de bebidas alcoolicas. Faça um estudo no velho testamento e veras que os homens de Deus bebiam, começando por Noé e todos os outros. A torah regularizou toda a vida do povo de Deus, o povo de Israel e Deus deu? leis para todos os seguimentos da vida humana, mas vc nao encontrará nenhum proibindo o uso de alcool, ao contrário Deus pedia para se alegrarem diante dele no templo com bebidas fortes, por isto até hoje os judeus mesmos os ultra-ortodoxos bebem bebidas alcoolica.

    No novo testamento, também nao ha proibiçao de beber, e vemos que eles bebiam, pois senao fosse o caso o apostolo paulo nao teria escrito para eles? nao se embriagarem (somente com o Espirito Santo) pois podem alguem se embriagar tomando sucos ? E sabemos que o proprio Yeshua (Jesus) tomava vinho (vinho mesmo) por isto ele era chamado de beberrão (alguém chamaria de beberrão quem bebe suco de uva ? claro que nao). O que o NT proibe e a embriagues, ao ponto de dizer que os beberroes nao entrarao no reino de Deus.no reino de Deus (nem os glutoes, isto é os que comem em excesso). Deus condena o excesso, pois o excesso prejudica e destrói o corpo humano? que é sagrado para Deus, pois é a vida que Ele criou. Beberrão é a palavra antiga para alcoolatra. Portanto Deus proibe o alcoolismo, isto é o excesso de consumo de alcool, nao o alcool em si mesmo, pois ele é pequena quantidade é benéfica o corpo humano.

    Ao ponto que Ele disse? que nos somos o templo do Espirito Santo e que se alguém destruir este templo Deus o destruira. Nao mataras, diz o mandamento e quando usamos algo bom em excesso, isto destroi, o figado, o cerébro e traz consequencias drasticas tanto no ambito fisico, familiar e social. Por isto Deus proibe o excesso, seja no que for. Ele mesmo disse que nao devemos sermos justos em demasia. Todo excesso é prejudicial. inclusive amor em demasia? prejudica.

    Inclusive esta comprovado pela ciencia atraves dos estudos cientificos, que o vinho é excelente para o coraçao e que pessoas que fazem uso vivem mais. Mas a dose maxima sao duas taças apos a refeiçao, apos isto se torna prejudicial ao organismo. Deus? sabe o que faz. Até sexo em demasia prejudica. Nao adianta crente pregar contra o alcool, mas comer demais e fazer sexo demais, ser chato demais etc etc. Qualquer pecado nos impedira de entrarmos no reino de Deus.

    e nos sabemos que a cultura da proibiçao do alcool no Brasil vem da influencia anglo-saxonica, devido a rainha da Inglaterra ter proibido o alcool, por motivos pessoais dela. Nao foi Deus que proibiu, foi a rainha. Mas é claro que o alcool é muito perigoso para quem nao tem dominio proprio. Todas as coisas? me sao licitas mas nem todas me convem. Quem nao tem dominio proprio é melhor se abster. Arrancar o olho e o braço como diz Jesus para nao perecer o corpo todo. Neste caso que se abstenham.

    voce nao encontrara em nenhum testamento a proibiçao do uso do alcool, mas apenas a do excesso: embriagues (e isto apenas no novo)

    Se isto fosse pecado, Yeshua e Joao batista teria feito disto um motivo de pregaçao, (pois todos os judeus bebiam e bebem até hoje) e em nenhum versiculo vc vê Joao batista pregando: arrependam-se pois o reino de Deus esta proximo: deixem de beber bebidas alcoolicas. Nem Yeshua pregando a mesma coisa. Eu fui de uma igreja que proibia o Vinho, mas depois ao estudar na Biblia vi que isto nao tem base biblica, é apenas uma opiniao propria portanto nao é doutrina, nao pode ser imposta. é claro que evitar alcool é excelente para a saude, eu sendo profissional nesta area, concordo, mas exceto para o vinho, que é absolutamente um remédio desde que nao ultrapasse a dose recomendada pelos especialistas. Todo excesso é prejudicial, até falar demais, trabalhar demais, exercitar demais, dormir demais, sedentarismo (excesso de falta de exercicio) etc etc

  80. Mas para os que nao tem dominio proprio e tendem a exagerar na bebida,mesmo para isto tem soluçao.? Eu conheci uma mulher de muito prestigio (nobre) que se converteu na França, que antes era alcoolatra e vidente. Deus a libertou imediatamente na primeira vez que foi a uma igreja, exceto da tendencia ao excesso ao beber. Para isto ela jejuou e foi liberta, depois disto passou a beber normalmente sem nenhuma prisao. Assim como precisamos de uma cura divina se temos bulemia.

  81. Portanto o pecado nao é o fato em si, mas o que sai do proposito de Deus. Assim como o sexo nao é pecado, mas o torna se for ilicito, assim o alcool se torna pecado se for em excesso, simplesmente porque é o excesso que vai destruir o corpo humano e as vidas humanas. Da mesma maneira que o excesso de comida mata, excesso de estresse mata etc etc. Trabalhar nao é pecado, mas se fizer no dia que Deus disse para descansar se torna pecado. Comer fruta nao é pecado, mas se tornou quando Deus pediu para nao comer de uma fruta em especial. Falar nao é pecado, mas falar em demasia e erradamente se torna. Dinheiro nao é pecado, mas o amor ao dinheiro o é.

  82. Eu nao defendo as bebidas alcoolicas em si, apenas o vinho. Este defendo com unhas e dentes, pois eu mesmo que nao gostando e nao tendo nunca bebido antes, tive que o fazer por doenças cardiacas e como sou grande estudiosa da saude e nutricao e leio muitas teses cientificas sei do que estou falando. A França é o pais que menos tem problemas cardiacos do mundo, mesmo sendo o que mais consume colesterol, pois é privilegiado o uso de manteiga e o queijo é sobremesa, queijo e Frances sao sinonimos, mesmo assim é o pais que tem o menor indice de infartes e outras complicaçoes devido ouso benéfico do vinho e isto esta comprovado por universidades do mundo inteiro

  83. Sim o apostolo Paulo diz para os homens ministerias nao ser dado ao vinho, isto é praticar o excesso, mas ao mesmo tempo indicou a um ministro de usar UM POUCO de Vinho, ele nao o diria assim se fosse suco de uva. Pois realmente o vinho é terapeutico, estude a respeito e compreenderas isto.
    A biblia diz que até os cohen (sacerdotes) bebiam EXCETO quando estavam no templo (em seus turnos).

    E para Deus um dos votos (temporarios) preferido dele era o do nazireu: mas eles nao poderiam usar nada da vinha, nem a uva em si. Depois poderiam voltar a comer e beber novamente. Era apenas por um tempo tem a mente bem limpa (sem alcool para meditaçao e consagraçao). Impor a nao beber vinho hoje, implicaria também a mesma imposicao para nao comer nada da vinha, inclusive o suco.

  84. Entendo plenamente os perigos que o alcool pode causar, mas lamento profundamente que essa questão tenha sido expressa dessa forma.

    O alcool não tem culpa nenhuma, as pessoas sem domínio próprio é que são culpadas. “Pois o Reino de Deus não é uma questão de comida ou de bebida, mas de viver corretamente, em paz e com a alegria que o Espírito Santo dá.” Rm 14:17. “Não se embriaguem, pois a bebida levará vocês à desgraça; mas encham-se do Espírito de Deus.” Ef 5:18.

    O Reino de Deus incentiva as pessoas ao equilíbrio comportamental. Não existe nenhum princípio nas Sagradas Escrituras que descreve o uso de bebida alcoólica como pecado. Existe sim, o uso indevido dessa substância que pode levar o indivíduo até a morte, assim como também o uso indevido do dinheiro, da comida, dos pensamentos, das palavras, que podem levar as pessoas a desgraça.

    Se um copo de bebida alcoólica, qualquer que seja, (cerveja, vinho fermentado, vodka, 51, montilla, ice) for pecado e consequentimente isso impedir a salvação, isso sim invalida o sacrifício de Cristo na cruz.

    Se o Reino de Deus não é questão de bebida, e sim de comportamento-atitudes, por que estão informando que ingerir bebida alcoólica é pecado?

    Somente o fato de ingerir bebida alcoólica não é pecado, pois o pecado não está nas coisas que podemos ver ou pegar. O pecado relacionado a esse assunto, está na forma exagerada que a bebida alcoólica será ingerida pelo individuo, pois dessa forma, se torna tanto um pecado contra o próprio corpo, quanto pode se tornar um pecado contra outras pessoas. O livro de Tiago diz que o pecado nasce dentro do ser humano e não fora dele.

  85. Adenilson Sousa disse:

    Estou aguardando liberação de um comentário que fiz em maio. Acredito que não fui contra a política de uso. Aguado resposta. falou, valeu …


Deixe um comentário

Para garantir a publicação de seu comentário, respeite nossa política de uso que você pode conhecer clicando aqui.

Antes de nos dizer que não podemos julgar, clique aqui e descubra que não só podemos como devemos.

XHTML: Você pode usar as seguintes tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>